Avaliação e tratamento do hirsutismo em mulheres na pré-menopausa - JAMA. 2018;319(15):1613-1614. DOI:10.1001/jama.2018.2611.

Mizuho S. Mimoto, MD, PhD; Julie L. Oyler, MD; Andrew M. Davis, MD, MPH

O hirsutismo é definido como crescimento excessivo de pelos terminais (grosseiros) em áreas dependentes de andrógenos masculinos e distingue-se da hipertricose (crescimento generalizado excessivo de pelos, não-sexual). O hirsutismo afeta 5% a 10% das mulheres em todo o mundo e pode levar a sofrimento emocional significativo e despesa envolvendo medicamentos, cosméticos e procedimentos para remoção de pelos. O hirsutismo é um diagnóstico clínico baseado no escore de Ferriman-Gallwey (FG), que classifica o crescimento de 0 a 4 em 9 áreas dependentes de andrógenos. Na população geral dos EUA, um escore normal é menor que 8; leve, 8-15; e grave, maior que 15,1 A síndrome do ovário policístico, associada a níveis anormalmente aumentados de andrógenos, é responsável...

Palavras chave: Ginecologia e Obstetrícia, hirsutismo, cosméticos, remoção, pelos, tumores, andrógenos.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Artigo / Publicado em 6 de março de 2019

Importância clínica da Síndrome do Ovário Policístico

Artigo / Publicado em 31 de julho de 2017

Anormalidades do FSH

Artigo / Publicado em 30 de agosto de 2007

Síndrome dos Ovários Policísticos

Artigo / Publicado em 28 de setembro de 2007

Excesso Androgênico

Artigo / Publicado em 30 de outubro de 2017

Alterações Cutâneas comuns durante a gravidez

Notícia / Publicada em 14 de abril de 2015

Ultrassom deve ser o primeiro exame para avaliar sintomas pélvicos em mulheres

Notícia / Publicada em 8 de setembro de 2014

Profilaxia medicamentosa da trombose venosa profunda é subutilizada em pacientes puérperas

Notícia / Publicada em 8 de setembro de 2014

Influência do tipo de parto em pacientes com pré-eclâmpsia grave

Notícia / Publicada em 23 de novembro de 2001

Médicas ginecologistas recomendam a Terapia de Reposição Hormonal e também aderem ao tratamento

Notícia / Publicada em 9 de outubro de 2000

A Flutamida Melhora Condições Relacionadas a Hiperandrogenismo Ovariano em Adolescentes



Assinantes


Esqueceu a senha?