Interações médico-enfermeiro em cuidados intensivos - Pediatrics Vol. 140 No. 3 September 01, 2017. e20170670. DOI: 10.1542/peds.2017-0670

Sumaira Khowaja-Punjwani, Charlotte Smardo, Monica Rita Hendricks, John D. Lantos

As UTIs são lugares estressantes para o trabalho. Os enfermeiros que iniciam suas carreiras em cuidados intensivos geralmente não permanecem. Uma das principais razões pelas quais os enfermeiros saem é por causa de um ambiente de trabalho insalubre. Uma das características de um ambiente de trabalho insalubre é a má comunicação entre médicos e enfermeiras. No geral, cerca de 20% dos enfermeiros deixam seu primeiro emprego no prazo de um ano de contratação. A má comunicação leva a erros médicos. Além disso, a substituição dos enfermeiros é dispendiosa. Um estudo estimou que, quando os enfermeiros deixam seu emprego no período dentro de 3 anos de sua contratação, custa ao hospital $ 64 000, além dos salários, para substituí-los. Nós apresentamos um...

Palavras chave: Pediatria, comunicação, médicos, enfermeiras, ambiente de trabalho

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 23 de agosto de 2017

Interação medicamentosa com ervas

Artigo / Publicado em 25 de setembro de 2017

Doença celíaca: aspectos atuais do diagnóstico

Artigo / Publicado em 6 de setembro de 2017

Angiomatose Bacilar ou Doença da Arranhadura do Gato

Artigo / Publicado em 7 de março de 2017

Encoprese no paciente pediátrico

Notícia / Publicada em 18 de setembro de 2017

O que devo fazer quando ouço a chamada para assistência médica em um avião?

Notícia / Publicada em 18 de setembro de 2017

Médicos passam quase 6 horas por dia trabalhando em prontuário eletrônico

Notícia / Publicada em 14 de setembro de 2017

Controle intensivo da pressão arterial associado ao aumento do risco de DRC

Notícia / Publicada em 4 de setembro de 2017

Cuidado com as mudanças rápidas de peso em atletas jovens

Notícia / Publicada em 13 de novembro de 2010

Estudo aponta características de pacientes pediátricos com asma de alto risco

Notícia / Publicada em 6 de agosto de 2010

Educação à distância e adequação de equipamentos pode ser a chave para reduzir a mortalidade infantil, alertam especialistas



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa