Risperidona injetável de longa ação na prevenção e controle de sintomas de súbitos recivantes após um primeiro episódio recente de esquizofrenia: um estudo clínico randomizado - JAMA Psychiatry. 2015

Kenneth L. Subotnik, Laurie R. Casaus, Joseph Ventura, John S. Luo, Gerhard S. Hellemann, Denise Gretchen-Doorly, Stephen Marder, Keith H. Nuechterlei

Importância: A medicação antipsicótica de longa ação, injetável, de segunda geração tem um tremendo potencial para trazer estabilidade clínica para pessoas com esquizofrenia. No entanto, os medicamentos de ação prolongada são raramente usados ​​na sequência de um primeiro episódio de esquizofrenia.

Objetivo: Comparar a eficácia clínica da formulação injetável de ação prolongada de risperidona com a formulação oral no âmbito do início da esquizofrenia.

Design, Ambiente e Participantes: Um ensaio clínico randomizado realizado em uma clínica de investigação universitária,...

Palavras chave: Psiquiatria, esquizofrenia, risperidona, injetável, longa ação, oral

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Artigo / Publicado em 16 de junho de 2016

Tentativa de Suicídio: uma revisão para clínicos

Artigo / Publicado em 12 de junho de 2018

Distúrbios psiquiátricos em Medicina de Urgência

Artigo / Publicado em 11 de maio de 2007

Esquizofrenia

Notícia / Publicada em 16 de maio de 2018

Exercícios de resistência física pode reduzir sintomas depressivos

Notícia / Publicada em 9 de junho de 2017

Estabilidade emocional ao final da adolescência inversamente associada a doença mental grave mais tarde na vida

Notícia / Publicada em 1 de setembro de 2014

Ganho de peso após uso de antidepressivos?

Notícia / Publicada em 11 de novembro de 2013

Antipsicóticos e o risco de Diabetes Mellitus tipo 2

Notícia / Publicada em 15 de abril de 2013

Programa personalizado para prevenção do uso abusivo do álcool por equipe escolar é eficaz

Notícia / Publicada em 20 de janeiro de 2012

Pacientes com esquizofrenia apresentaram maior perda de volume de massa cinzenta no lobo frontal

Notícia / Publicada em 9 de agosto de 2002

Droga pode aliviar problemas comportamentais em autistas



Assinantes


Esqueceu a senha?