Estudo sobre ressuscitação precoce e guiada por objetivos (RPGO) no choque séptico (CS) - New England Journal of Medicine 2015; 372:1301-11.

Mouncey PR, Osborn TM, Sarah Power GS, et al

Contexto: RPGO é recomendada pelos consensos internacionais na condução de pacientes com CS precoce. No entanto, sua adoção tem sido limitada, e ainda existem incertezas quanto à sua efetividade.

Métodos: Nós conduzimos um estudo aleatorizado pragmático com análise integrada de custo-efetividade, em 56 hospitais na Inglaterra. Os pacientes foram aleatorizados para receberem RPGO (protocolo de ressuscitação de seis horas) ou cuidado usual. O desfecho primário foi mortalidade por todas as causas, em 90 dias.

Resultados: Nós recrutamos 1.260 pacientes, sendo 630 aleatorizados para RPGO e 630 para cuidado usual. Em 90 dias, 184 dos 623 pacientes (29,5%) no grupo da RPGO e 181 dos 620...

Palavras chave: Intensivismo, ressuscitação, fluidos, choque séptico, antibióticos, unidade de terapia intensiva

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 12 de setembro de 2018

Meningocococemia – Parte II

Artigo / Publicado em 16 de julho de 2010

Sepse Materna

Artigo / Publicado em 15 de junho de 2018

Complicações pós-abortamento

Artigo / Publicado em 8 de agosto de 2008

Pneumonia no Idoso – 2ª Parte

Artigo / Publicado em 18 de julho de 2000

Resposta Inflamatória Sistêmica

Artigo / Publicado em 15 de dezembro de 2013

Cuidado de queimaduras

Artigo / Publicado em 4 de setembro de 2018

Meningocococemia – Parte I

Notícia / Publicada em 6 de abril de 2017

Terapia inicial dirigida a metas (EGDT) vs tratamento convencional para choque séptico

Notícia / Publicada em 1 de setembro de 2010

Administração de norepinefrina é benéfica em pacientes em choque séptico

Notícia / Publicada em 5 de setembro de 2002

Uso de esteróides reduz risco de mortalidade no choque séptico



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa