Alterações no modo padrão de conectividade em rede durante o processamento da dor no distúrbio de personalidade borderline (TPB) - Archives of General Psychiatry 2012; 69(10):993.

Kluetsch RC, Schmahl C, Niedtfeld I, Densmore M, Calhoun VD, Daniels J, Kraus A, Ludaescher P, Bohus M, Lanius RA

Contexto: Estudos recentes de neuroimagem associaram a atividade no modo padrão de rede (MPR) com auto-referenciais e processamento da dor, ambos alterados no TPB. Em pacientes com TPB, a antinocicepção foi relacionada a alteração da atividade em regiões cerebrais envolvidas na avaliação afetiva e cognitiva da dor. Achados em indivíduos saudáveis indicam que estímulos dolorosos levam a redução dos sinais dependentes da oxigenação sanguínea e mudanças na arquitetura funcional do MPR.

Objetivos: Conectar as pesquisas previamente separadas de conectividade do MPR e percepção alterada da dor no TPB e explorar a conectividade do MPR durante o processamento da dor...

Palavras chave: neuroimagem, distúrbio da personalidade, dor, conectividade

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Artigo / Publicado em 12 de julho de 2017

Suicídio

Artigo / Publicado em 24 de março de 2017

Demência do lobo fronto-temporal

Artigo / Publicado em 12 de dezembro de 2014

Anorexia Nervosa

Notícia / Publicada em 29 de março de 2018

Marcadores neurais de resiliência da depressão identificados em adolescentes do sexo feminino

Notícia / Publicada em 22 de outubro de 2012

Estudada a prevalência e persistência de transtornos psiquiátricos em jovens após a detenção

Notícia / Publicada em 29 de fevereiro de 2012

Adultos com autismo têm diferenças na anatomia e conectividade do cérebro

Notícia / Publicada em 31 de dezembro de 2009

Antidepressivos levam a alteração da personalidade, aponta estudo

Notícia / Publicada em 4 de dezembro de 2009

Estudo avalia papel da escola na continuidade de transtornos de personalidade

Notícia / Publicada em 28 de maio de 2003

Risco de doenças mentais em filhos de mães esquizofrênicas

Notícia / Publicada em 17 de setembro de 2002

Doentes mentais não são especialmente violentos



Assinantes


Esqueceu a senha?