Síndrome Vasoplégica


Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução. - Fisiopatologia. - Cirurgias desencadeantes. - Tratamento com Azul de Metileno (AM). - Referências. Introdução. A síndrome vasoplégica (SV), definida por hipotensão apesar do débito cardíaco se encontrar normal ou aumentado, está associada à alta taxa de mortalidade após a circulação extracorpórea. Outros achados na SV são: baixa resistência vascular sistêmica, baixas pressões de enchimento, tendência de hemorragia difusa e hipotensão sustentada apesar do uso de altas doses de aminas vasoconstritoras. . Atualmente, a SV tornou-se mais reconhecida como uma causa importante de hipotensão perioperatória refratária, mais notavelmente em cirurgias de doenças cardiovasculares e cirurgia de transplante de órgãos. Não existe uma definição universalmente aceita da síndrome vasoplégica.. Recentemente foram sugeridos os componentes para uma definição da VS: (1) hipotensão grave [pressão arterial média <50 mm Hg] sem uma causa claramente identificável e refratária à terapia tradicional de catecolaminas [(infusão de noradrenalina (NA >15μg/kg/min)]; (2) resistência vascular sistêmica baixa ...

Palavras chave:

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa