Avaliação do paciente com dor torácica associada ao uso de cocaína em uma unidade de emergência


Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução. - Mecanismo de ação. - Quadro clínico. - Abordagem do paciente - a avaliação do paciente com dor precordial. - Conclusão. - Referências. Introdução. Todos os anos, apenas nos Estados Unidos, mais de 500 mil pacientes são atendidos no departamento de emergência com complicações associadas à cocaína, a maioria das vezes a dor torácica. Muitos desses pacientes passam por extensiva avaliação e tratamento. Muitas das evidências sobre os efeitos cardiovasculares da cocaína, bem como a abordagem atual da dor torácica associada à cocaína e síndromes coronarianas agudas, são derivadas informalmente e são baseadas em estudos escritos há mais de duas décadas que envolveram apenas alguns pacientes. . Estudos mais recentes levaram a questão de muitas das teorias e práticas comuns sobre a etiologia, o diagnóstico e o tratamento desse cenário clínico comum. No entanto, continua a haver uma escassez de ensaios prospectivos e randomizados abordando este tópico em relação aos resultados clínicos. . A cocaína (quimicamente: benzoilmetillecgonina, estruturalmente: 2-p-carbometoxi-3-p-benzoxitropano) ...

Palavras chave: pacientes, cocaína, dor precordial, avaliação, segmento st, unidade dor torácica

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa