Aneurismas da Artéria Esplênica


Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução - Apresentação - Diagnóstico - Tratamento - Referências bibliográficas . Introdução. Os aneurismas da artéria esplênica representam um tipo de doença vascular pouco comum, porém importante. Estes são o terceiro tipo mais comum de aneurismas intra-abdominais. Estudos de autópsia revelaram uma incidência de 0,1% na população em geral, chegando a 10% em pessoas com mais de 60 anos de idade e até 50% naqueles com fatores de risco para este tipo de aneurisma, que incluem a hipertensão portal, hipertensão arterial sistêmica, multiparidade, fibrodisplasia arterial, processos inflamatórios crônicos, e arteriosclerose.. A maioria dos pacientes são assintomáticos; a descoberta do aneurisma geralmente é acidental, ao serem realizados exames de imagem abdominal. . Os sintomas que têm sido atribuídos a estes aneurisma incluem dor no quadrante superior esquerdo, náuseas e vômitos. A apresentação mais catastrófica é o choque hipovolêmico secundário à ruptura de aneurisma. Isso ocorre em aproximadamente 3-10% dos casos, mais frequentemente após transplante hepático, e traz consigo ...

Palavras chave: aneurisma, artéria esplênica, ruptura, embolização, ligadura, cirurgia, molas, coils, gravidez, aterosclerose, hipertensão porta

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?