Complicações hemorrágicas associadas ao warfarin


Equipe Editorial Bibliomed

© Equipe Editorial Bibliomed. Neste Artigo:. - Introdução. - Mecanismo de Ação e Reversão dos Efeitos. - Referências Bibliográficas. Introdução. Estima-se que cerca de 1% da população encontra-se em uso de anticoagulação oral com antagonistas da vitamina K, podendo chegar a quase 2% em determinados países. Os principais fatores associados a essa prevalência são o envelhecimento populacional e o aumento da incidência de doenças cardiovasculares associadas a esse processo, como a trombose, a fibrilação atrial (FA) e a doença valvar aórtica. O mecanismo de ação dos agentes antagonistas da vitamina K é semelhante, de forma que o que os diferencia é a meia-vida e a duração de ação. . O risco de hemorragia significativa associada ao uso de antagonistas da vitamina K é da ordem de 2% nos estudos clínicos, sendo que alguns estudos populacionais demonstraram valores de até 7,4%. Esse evento é de alto risco para esses pacientes, de forma que até 1% dos indivíduos que apresentam hemorragia evoluem para o óbito. Sabe-se que o risco de hemorragia depende de vários fatores, como comorbidades, consumo de álcool, idade, função plaquetária, hipertensão, ...

Palavras chave: vitamina, fatores, é, k, vitamina k, hemorragia, reversão, risco, coagulação, antagonistas vitamina, ação, administração, antagonistas, antagonistas vitamina k, uso, ser, até, pacientes, k é, fatores coagulação,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa