Dor Torácica associada ao uso de Cocaína – Parte I


Equipe Editorial Bibliomed

© Equipe Editorial Bibliomed. Neste Artigo:. - Introdução. - Farmacologia. - Fisiopatologia. - Referências Bibliográficas. Introdução. Estima-se que cerca de 25 milhões de pessoas, nos EUA, já fizeram uso de cocaína pelo menos uma vez; 3,7 milhões fizeram uso nos últimos 12 meses; e 1,5 milhão poderiam ser classificados como uso na forma de abuso. De acordo com o Instituto Norte-Americano de Abuso de Drogas, em 2002, a prevalência de uso da cocaína ao longo da vida era de 2,7%. A cocaína é implicada como causa de dor torácica não-traumática em 14% a 25% dos pacientes em centros urbanos e em 7% daqueles provenientes de áreas suburbanas. A dor torácica é a queixa mais comumente associada ao uso de cocaína e até 25% dos casos de infarto do miocárdio (IM), em pacientes com idade entre 18 e 45 anos, podem ser atribuídos ao uso dessa droga. Muitos desses pacientes (60%) continuarão a usar cocaína, e cerca de 75% deles apresentarão recorrência da dor torácica.. O uso da planta Erythroxylon coca, da qual a cocaína é derivada, data do início dos relatos históricos. Evidências arqueológicas sugerem que o uso das folhas de coca, na forma de mastigação, era ...

Palavras chave: cocaína, uso, uso cocaína, é, coca, dor, associada, dor torácica, droga, cerca, folhas, torácica, forma, mais, associada uso cocaína, folhas coca, cocaína é, drogas, 15, horas,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa