Hematoma subdural


Equipe Editorial Bibliomed

© Equipe Editorial Bibliomed. Neste Artigo:. - Introdução. - Etiologia. - Apresentação Clínica. - Diagnóstico. - Tratamento. - Prognóstico. - Referências Bibliográficas. Introdução. O hematoma subdural (HSD) é uma coleção de sangue sob a dura-máter, que pode ser classificado como agudo, subagudo ou crônico, dependendo do tempo até a apresentação. O HSD agudo (até 3 dias de evolução), geralmente ocorre devido a algum traumatismo craniano. No traumatismo craniano fechado, o HSD é normalmente observado na extremidade oposta ao "choque", ao contrário dos hematomas epidurais (que são encontrados, geralmente, do mesmo lado onde o golpe foi aplicado, adjacente à fratura do crânio). O HSD agudo pode ocorrer por mecanismos de desaceleração ou movimento rotacional da cabeça, sem a necessidade de haver um impacto. Normalmente, o HSD resulta de hemorragia venosa, especificamente de veias que partem do córtex e vão até o seio sagital superior. Essas veias encontram-se sob tensão, em idosos, aumentando o risco de ruptura. Agudamente, o sangramento é espesso e de aparência gelatinosa, explicando o aspecto ...

Palavras chave: hsd, é, crônico, à, veias, agudo, até, hematoma, risco, apresentam, pacientes, hsd crônico, hsd é, idosos, maior, ocorre, aumento, hematoma subdural, hsd agudo, à maior exposição,




conteúdos relacionados

© 2000 - 2014 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa