Alopécia Androgenética


Equipe Editorial Bibliomed

© Equipe Editorial Bibliomed. Neste Artigo:. - Introdução. - Diagnóstico. - Tratamento. - Conclusão. A Alopécia Androgenética (AAG) é um distúrbio dermatológico comum, afetando 30% dos homens acima dos 30 anos e metade das mulheres com mais de 50 anos de idade. O impacto psicológico da AAG tende a ser maior na população feminina. Até o momento, as principais abordagens terapêuticas consistem na aplicação tópica de Minoxidil e uso sistêmico de Finasterida.. Introdução. A Alopécia Androgenética (AAG) é um distúrbio extremamente comum. Apesar de ser uma alteração essencialmente cosmética, a AAG pode resultar em um grande impacto psicológico sobre o paciente. Fora este fato, o distúrbio só possui significância em termos do aumento da incidência de luz ultravioleta sobre o couro cabeludo, aumentando a possibilidade de dano actínico.. Homens com AAG também parecem apresentar uma maior incidência de infarto agudo do miocárdio e hipertrofia prostática benigna, mas estas associações ainda não foram conclusivas.. Diagnóstico. O ...

Palavras chave: ser, é, aag, uso, minoxidil, alopécia androgenética, alopécia, mais, androgenética, couro cabeludo, impacto psicológico, aag é, androgenética aag é, paciente, tende, possibilidade, apresentar, até, cabeludo, não,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 17 de junho de 2010

Finasterida

Artigo / Publicado em 22 de agosto de 2013

Tratamento da alopecia de padrão masculino

Artigo / Publicado em 12 de dezembro de 2008

Tratamento Hormonal da Acne

Artigo / Publicado em 1 de novembro de 2016

Tricotilomania

Artigo / Publicado em 11 de janeiro de 2019

BJSCR - Vol 24 (2)

Artigo / Publicado em 30 de outubro de 2017

Alterações Cutâneas comuns durante a gravidez

Notícia / Publicada em 19 de maio de 2016

Alopecia e receptores de vitamina D – uma correlação?

Notícia / Publicada em 12 de novembro de 2002

Pele negra não está protegida contra o câncer de pele

Notícia / Publicada em 16 de julho de 2002

Nova técnica para reparo de lacerações no couro cabeludo

Notícia / Publicada em 15 de julho de 2002

Nova técnica cirúrgica para a craniossinostose



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa