Hipertensão arterial no idoso


Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução - Fisiopatologia e quadro clínico - Diagnóstico - Tratamento - Conclusão - Referências bibliográficas . Introdução. A hipertensão arterial sistêmica é a doença crônica mais comum entre os idosos, sendo que sua prevalência aumenta progressivamente com a idade. No Brasil, morrem anualmente 250.000 pacientes em consequência de doenças cardiovasculares e a hipertensão arterial sistêmica é um dos mais importantes fatores de risco para doença cardiovascular no idoso. Dados de grandes estudos mostraram que pacientes idosos são mais susceptíveis a complicações da hipertensão arterial sistêmica. O estudo de Framinghan, por exemplo, demonstrou que pacientes idosos e hipertensos com hipertrofia ventricular esquerda apresentavam índice mais elevado de mortalidade consequente ao acidente vascular cerebral. Um outro estudo realizado na Suécia mostrou que idosos hipertensos são mais susceptíveis ao comprometimento da função cognitiva do que idosos com pressão arterial sistêmica normal. Este mesmo estudo demonstrou ainda que idosos hipertensos não tratados têm mais probabilidade de ...

Palavras chave: Cardiologia, geriatria, pressão arterial, hipertensão, sistólica, idosos, diastólica, aorta, diuréticos, furosemida, indapamida, antagonistas dos canais de cálcio

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa