Dor e o paciente terminal


Equipe Editorial Bibliomed

Neste artigo:. - Introdução - Princípios do tratamento - Efeitos colaterais - Tratamento adjuvante - Conclusão - Referências. Introdução. O tratamento do paciente terminal é um desafio para inúmeras habilidades do médico. A dor costuma ser frequente e, em muitos casos, tratada de forma inadequada. Nestes casos, é preciso vencer os próprios receios e empregar com eficácia todo o repertório analgésico disponível para minorar o sofrimento do paciente.. O tratamento deste tipo de paciente requer um conhecimento íntimo do indivíduo e uma boa dose de experiência com várias modalidades terapêuticas. Síndromes dolorosas em neoplasias em fase terminal costumam ser utilizadas como exemplo de tratamento da dor em pacientes terminais, mas os princípios aqui expostos podem ser aplicados a qualquer distúrbio com manifestações semelhantes.. O paciente que se aproxima da morte sofre de várias formas. A dor física é comum e temida pela maioria dos pacientes com câncer. Outras causas físicas de dor incluem dispnéia ou artralgias decorrentes da imobilidade prolongada. Além da dor física, ...

Palavras chave: Dor, analgesia, paciente terminal, opioide, câncer, neoplasia, dor neural.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?