Impacto Clínico de um Serviço de Avaliação Sistemática de Pacientes com Marcapasso: I. Mudança no Perfil do Marcapasso Implantado


Equipe Editorial Bibliomed

Antonio Luiz Pinho Ribeiro, Leonor Garcia Rincón, Bruna G Oliveira, Cleonice Coelho Mota, Marco Túlio Baccarini Pires. . Trabalho apresentado no X Congresso da Sociedade Mineira de Cardiologia, Belo Horizonte, junho de 1999.. . Laboratório de Avaliação e Controle de Marcapasso - Faculdade de Medicina e Hospital das Clínicas da UFMG. . Fundamentos e Objetivos. . Nos primórdios da estimulação cardíaca artificial, o implante de marcapasso tinha a finalidade de manter a vida, corrigindo a bradicardia e evitando os episódios Stokes-Adams. Entretanto, há mais de 10 anos, os marcapassos modernos são unidades multiprogramáveis com capacidade de restaurar a variação fisiológica da freqüência cardíaca aos estímulos habituais, como ao esforço, e de manter, quando possível, o sincronismo da ativação seqüencial atrioventricular. Diversos estudos retrospectivos e, mais recentemente, prospectivos, têm mostrado o forte impacto de uma estimulação cardíaca mais fisiológica sobre a capacidade de esforço, a qualidade de vida, a função ventricular esquerda e, em alguns estudos, sobre a mortalidade destes pacientes. Algoritmos de auxílio à escolha do modo de estimulação mais adequado para cada paciente encontram-se disponíveis, possibilitando uma escolha racional do marcapasso a ser implantado.. . A ausência de avaliação do modo de estimulação a ser utilizado, sistemática ...

Palavras chave: implante, avaliação, marcapasso, 1998, sistemática, estimulação, pacientes, mais, x, anos, avaliação sistemática, et al, mp, junho, freqüência, cardíaca, et, avaliação controle marcapasso, avaliação controle, controle marcapasso,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa