Screening de Câncer colorrectal realizado por Enema com Duplo Contraste


Equipe Editorial Bibliomed

Daniel Drelevich. . Durante os últimos 5 anos, vários painéis multidisciplinares têm dado orientação e guias para o screening do câncer colorrectal . Para a população de risco habitual, os seguros médicos dos Estados Unidos autorizam o exame de Sangue oculto nas fezes (SOF), Sigmoidoscopia flexível, colon por enema com duplo contraste e, para a população de alto risco autorizam tanto a colonoscopia, como o cólon por enema com duplo contraste. Embora este último estudo seja uma alternativa válida para o screening tanto para a população de risco habitual como de alto risco, os trabalhos na literatura habitualmente ignoram ou minimizam seu valor . . Efetividade baseada na evidência . . Para a política de saúde pública, fatores tais como precisão, custo e seguridade do teste são irrelevantes se não forem capazes de demonstrar que são efetivos em diminuir a taxa de mortalidade de certa enfermidade. Os investigadores devem mostrar que um teste de screening que detecta a enfermidade antes da apresentação clínica é efetivo para diminuir o índice de mortalidade. A evidência mais firme da eficácia do screening do câncer colorrectal provém dos ensaios que utilizarão o teste de SOF. A máxima redução de mortalidade (33%) ocorreu quando a amostra de material fecal foi realizada anualmente. Quando o material foi recolhido duas vezes ao ano a mortalidade reduziu-se ...

Palavras chave: screening, enema, enema duplo contraste, duplo, duplo contraste, contraste, cólon, risco, mortalidade, estudo, enema duplo, é, sof, cólon enema, câncer, sigmoideoscopia, redução, redução mortalidade, alto, não,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?