Fatores de Risco e Prevenção Para a Transmissão Vertical do HIV


Equipe Editorial Bibliomed

Susana Mandel. . Estima-se que 1 em cada 4 recém-nascidos de mães infetadas pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) que não receberam tratamento, contrai este vírus. A este mecanismo de infecção, de mãe para filho recém-nascido, chama-se transmissão vertical do vírus. Disto se detecta que nos países que fazem cadastros do vírus da AIDS em todas as transfusões, o único mecanismo de infecção para os neonatos e lactantes, é a transmissão vertical, que pode acontecer em algumas das fases seguintes: . . 1.Durante a Gestação:. . · Com a exigência de corioamnionitis, o vírus da AIDS cruza a barreira hematoplacentária da circulação materna para a fetal. Como é lógico, a transmissão transplacentária é possível a partir da 8ª semana de gravidez, mas o habitual é que ocorra durante o 3° trimestre. . . · Menos provável, embora possível, é o desenvolvimento de uma infecção ascendente que acontece no caso hipotético de uma ruptura de membranas, que não se resolve ativamente, com uma latência prolongada. . . Para efeitos práticos, considera-se Infecção Intraútero quando o PCR de DNA ou RNA viral é positivo antes das 48 horas do nascimento. Com uma amostra de sangue do recém-nascido, coletada por uma punção endovenosa e não a partir de sangue umbilical, para se obter um resultado fidedigno. A infecção intra-uterina é responsável por 20% a 35% das infecções por ...

Palavras chave: é, infecção, transmissão, , risco, vertical, transmissão vertical, vírus, hiv, não, durante, viral, ,   , parto, materna, mecanismo, positivo 48 horas, recém-nascidos infectados, infecção materna,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?