Doença Carotídea Oclusiva


Equipe Editorial Bibliomed

Equipe Editorial Bibliomed. Neste artigo:. - Introdução - Quadro clínico - Avaliação - Tratamento - Referências. Introdução. Entre 30% e 60% dos casos de acidente vascular encefálico isquêmico (AVEi) são causados por doença oclusiva de carótidas, sendo essa a condição mais comumente diagnosticada nesse território arterial. A cada ano, nos EUA, cerca de 700.000 indivíduos apresentam quadro de AVE e desses, 85% são de causa isquêmica. A isquemia é ocasionada por oclusão arterial levando a hipoperfusão ou por redução de fluxo por estenose arterial proximal na ausência de circulação colateral efetiva, o que é menos comum. Entre as causas de AVEi encontramos a embolia de fonte cardíaca (35%), a doença arterial carotídea (DACa) (30%), os infartos lacunares (10%), os idiopáticos (15%) e os de causas mistas (10%). . A embolia arterial é o mecanismo responsável pela ocorrência de AVE por doença oclusiva da bifurcação carotídea. Essa região tem fluxo sanguíneo de baixa velocidade, e nela ocorre a divisão entre a artéria carótida interna (ACI), com fluxo de baixa resistência, e a externa (ACE), de ...

Palavras chave: cirurgia vascular, carótida, angiotomografia, arteriografia, oclusão, cirurgia, ultrassom, duplex can, endarterectomia, stent.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa