A Avaliação do Paciente com Dor Precordial no Atendimento de Emergência


Equipe Editorial Bibliomed

Sebastián Grinspon. . A não internação de pacientes que consultam o serviço de emergência cursando com Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), ou angina instável (AI) representa um importante problema para a saúde pública. Segundo diferentes estudos entre 2 e 8% dos pacientes com IAM ou AI que consultam os departamentos de emergências são enviados para casa. . . Além das conseqüências na saúde dos indivíduos que não foram internados, são importantes as implicações legais. Aproximadamente 20% do dinheiro gasto por hospitais em juízo contra os departamentos de emergências relaciona-se a erros de diagnósticos em pacientes com síndromes coronárias agudas. Existe por outro lado um problema oposto, que é dizer que os médicos internam muitos pacientes nos quais não se confirma o diagnóstico de isquemia cardíaca. Segundo alguns estudos só em 30% dos pacientes internados por síndromes coronárias agudas se diagnostica IAM ou AI. . . Isto também representa um custo em saúde importante e por isso há um interesse especial em melhorar a capacidade diagnóstica o que gera uma pressão sobre os médicos de emergências que podendo aumentar o risco de não se internarem pacientes com isquemia cardíaca. . . Pope e colaboradores realizaram um trabalho para analisar a incidência, o prognóstico e quais fatores influem na não internação de pacientes com síndromes coronárias agudas que procuram ...

Palavras chave: pacientes, não, iam, ai, emergência, síndromes, coronárias agudas, síndromes coronárias agudas, coronárias, agudas, síndromes coronárias, dor, dor precordial, pacientes síndromes, angina, isquemia, emergências, mais, internados, precordial,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa