Bócio Simples


Equipe Editorial Bibliomed

Denomina-se bócio a todo aumento da glândula tireóide. Habitualmente, o mesmo é conseqüência de um aumento da produção de TSH como conseqüência de um defeito na secreção de hormônios tireoideanos. A denominação bócio simples se utiliza quando o aumento de tamanho não pode ser atribuído a hipertireoidismo, hipotireoidismo, processos inflamatórios ou neoplásicos. A nomenclatura que se utiliza não é uniforme. Morfologicamente (em relação às modificações que se observam no parênquima da glândula) o bócio pode ser classificado em: difuso, nodular ou multinodular. Funcionalmente se designa como atóxico, não tóxico ou eutireoideo quando o bócio simples é normofuncionante. Do ponto de vista anatomopatológico é classificado como colóide, adenomatoso ou macrofolicular. Ainda podemos classificá-lo como endêmico ou esporádico de acordo com freqüência com a qual se apresenta. . . Etiologia . . Os fatores etiológicos podem ser vários e estar associados em um mesmo paciente. Podem agrupar- se como:. a)Excesso ou déficit do aporte de iodo e aumento do clareamento renal do mesmo;. b)Ingestão de substâncias bociógenas;. c)Defeitos congênitos da síntese hormonal tireoideana;. d)Fenômenos autoimunes. Déficit do aporte de iodo: é o fator principal que se observa no bócio simples e a causa fundamental do bócio endêmico, o qual se define como aquele que ocorre em uma ...

Palavras chave: bócio, é, não, tireóide, bócio simples, ser, simples, tamanho, glândula, glândula tireóide, aumento, iodo, aporte, diagnóstico, tamanho não, tireóide é palpável, é palpável, polegar, síntese, substâncias,

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?