Drogas Antiarrítmicas - Parte I - Princípios Gerais


Equipe Editorial Bibliomed

Antônio Luiz Pinho Ribeiro . . 1) Introdução. . Os antiarrítmicos são medicamentos utilizados com o objetivo de suprimir, prevenir ou reverter as arritmias cardíacas. As arritmias são fenômenos clínicos de imensa importância médica, tanto pela elevada prevalência, como pela potencial morbimortalidade. . . Arritmias benignas e esporádicas, sem repercussões clínicas significativas, podem ser encontradas em grande parte das pessoas normais. Entretanto, muitos pacientes portadores de arritmias são sintomáticos e necessitam de tratamento específico.. . Em outros, as arritmias são potencialmente fatais: cerca de 50 % das mortes por causa cardiovascular são súbitas e estão relacionadas à um evento arrítmico.. . Nas últimas décadas, ocorreram avanços fundamentais no conhecimento a cerca das arritmias cardíacas. Mecanismos eletrofisiológicos envolvidos na gênese das arritmias foram desvendados, enquanto introduziu-se novos métodos diagnósticos, como a eletrocardiografia dinâmica (Holter de 24 horas) e o estudo eletrofisiológico invasivo.. . Os marca-passos, utilizados desde o início da década de 60, foram aperfeiçoados, tornando-se mais complexos e eficazes. Novas modalidades terapêuticas não farmacológicas, como técnicas de ablação através de cateter e desfibriladores implantáveis, permitem hoje o tratamento de arritmias anteriormente consideradas intratáveis.. ...

Palavras chave: arritmias, são, arritmia, arritmias cardíacas, antiarrítmicos, cardíacas, drogas, arritmias são, utilizados, agudo, ser, medicamentos, princípios gerais, eletrocardiografia dinâmica, pacientes, crônico, potentes, cerca, terapêutica, básicas revisaremos ca

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



Assinantes


Esqueceu a senha?