buscar literatura médica

resultado

informação buscada: hodgkin
total de (17) resultados
  • Quimioterapia isolada versus quimioterapia mais radioterapia no linfoma de Hodgkin em estágio precoce - Cochrane Database Syst Rev 2011 Feb 16;2:CD007110.

    Chemotherapy alone versus chemotherapy plus radiotherapy for early stage Hodgkin lymphoma. Herbst C, Rehan FA, Skoetz N, Bohlius J, Brillant C, Schulz H, Monsef I, Specht L, Engert A. Cochrane Database Syst Rev. 2011 Feb 16;2:CD007110.. Prévio: A modalidade de tratamento combinado (MTC), consistindo em quimioterapia seguida por radioterapia localizada é o tratamento de escolha para pacientes com linfoma de Hodgkin (LH) em estágio precoce. Entretanto, devido aos efeitos adversos em longo prazo,

    Literatura Médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • ABVD isolado versus terapia baseada em radioterapia no linfoma de Hodgkin doença limitada - New England Journal of Medicine 2012; 366:399-408.

    Meyer RM, Gospodarowicz MK, Connors JM, Pearcey RG, Wells WA, Winter JN, Horning SJ, Dar AR, Shustik C, Stewart DA, Crump M, Djurfeldt MS, Chen BE, Shepherd LE. Contexto: O tratamento com quimioterapia mais radioterapia é efetivo no controle do linfoma de Hodgkin (LH) IA ou IIA não-bulky em 90% dos casos, mas associa-se a efeitos adversos tardios. A quimioterapia isolada pode melhorar a sobrevida, pois se associa a menor ocorrência de mortes tardias. . Métodos: Nós randomizamos

    Literatura Médica / Publicado em 24 de fevereiro de 2012
  • Efeito da estratégia terapêutica inicial na sobrevida de pacientes com linfoma de Hodgkin (LH) avançado: revisão sistemática e metanálise - The Lancet Oncology 2013; 14(10):943-52.

    Skoetz N, Trelle S, Rancea M, Haverkamp H, Diehl V, Engert A, Borchmann P. Contexto: Estão disponíveis diversas estratégias terapêuticas para adultos com LH, mas estudos avaliando dois padrões de cuidado – dose aumentada de bleomicina, etoposide, doxorrubicina, ciclofosfamida, vincristina, procarbazina e prednisona (BEACOPP-escalonado) e doxorrubicina, bleomicina, vimblastina e dacarbazina (ABVD) – não tiveram poder suficiente para testar diferenças em sobrevida global (SG). Para guiar

    Literatura Médica / Publicado em 15 de outubro de 2013
  • Anticorpos contra o vírus Epstein-Barr (EBV) e risco de doenças malignas associadas: revisão da literatura - American Journal of Epidemiology 2014; 180(7):687-95

    Coghill AE, Hildesheim A O EBV, um herpesvírus ubíquo que infecta 90% dos seres humanos adultos, está relacionado ao desenvolvimento de vários cânceres, incluindo carcinoma de nasofaringe, câncer gástrico, linfoma de Burkitt, linfoma não-Hodgkin e linfoma de Hodgkin. Nós revisamos a literatura publicada desde 1980 a respeito da associação entre anticorpos contra proteínas do EBV e o risco de doenças malignas relacionadas ao EBV. Níveis de anticorpos IgA que estão elevados antes do

    Literatura Médica / Publicado em 13 de novembro de 2014
  • Mortalidade Cardíaca entre 200.000 Sobreviventes de Câncer após Cinco Anos Diagnosticados dos 15 aos 39 Anos de Idade. O Teenage and Young Adult Cancer Survivor Study - Circulation. 2016;134:1519-1531

    Katherine E. Henson, Raoul C. Reulen, David L. Winter, Chloe J. Bright, Miranda M. Fidler, Clare Frobisher, Joyeeta Guha, Kwok F. Wong, Julie Kelly, Angela B. Edgar, Martin G. McCabe, Jeremy Whelan, David J. Cutter, Sarah C. Darby and Mike M. Hawkins. Antecedentes: Sobreviventes de câncer entre adolescentes e adultos jovens são reconhecidos como sendo pouco estudados. Pouco se sabe sobre seus riscos de saúde adversos a longo prazo, particularmente de doença cardíaca que é aumentada em outras

    Literatura Médica / Publicado em 5 de dezembro de 2016
  • Tabagismo e risco de linfoma - American Journal of Epidemiology 2008; 167(9):1081-9.

    Os linfomas representam um dos poucos cânceres que aumentaram em incidência nas últimas décadas. Até hoje, poucos estudos identificaram fatores de risco estabelecidos, incluindo a imunossupressão e infecções virais. Evidências recentes sugerem uma etiologia heterogênea para os diferentes tipos de linfoma. O tabagismo pode afetar o risco diferentemente, dependendo do subtipo de linfoma. Alexandra Nieters e colaboradores, da Universidade de Aarhus, Dinamarca, realizaram estudo empregando dados

    Literatura Médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Tabagismo e risco de linfoma - American Journal of Epidemiology 2008; 167(9):1081-9.

    Os linfomas representam um dos poucos cânceres que aumentaram em incidência nas últimas décadas. Até hoje, poucos estudos identificaram fatores de risco estabelecidos, incluindo a imunossupressão e infecções virais. Evidências recentes sugerem uma etiologia heterogênea para os diferentes tipos de linfoma. O tabagismo pode afetar o risco diferentemente, dependendo do subtipo de linfoma. Alexandra Nieters e colaboradores, da Universidade de Aarhus, Dinamarca, realizaram estudo empregando dados

    Literatura Médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Incidência de câncer antes e durante a era HAART - Cancer 2010; 116(23):5507-16.

    A incidência de sarcoma de Kaposi (SK) e linfoma não-Hodgkin (LNH) em pacientes infectados pelo HIV apresentou declínio após a introdução da terapia antirretroviral altamente ativa (HAART), na metade da década de 90, mas o risco de câncer associado à infecção pelo HIV durante a era da HAART ainda precisa ser definido.. A incidência de câncer entre pacientes infectados e não infectados pelo HIV participantes do Multicenter AIDS Cohort Study (MACS), entre 1984 e 2007, foi comparada à incidência

    Literatura Médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Incidência de câncer antes e durante a era HAART - Cancer 2010; 116(23):5507-16.

    A incidência de sarcoma de Kaposi (SK) e linfoma não-Hodgkin (LNH) em pacientes infectados pelo HIV apresentou declínio após a introdução da terapia antirretroviral altamente ativa (HAART), na metade da década de 90, mas o risco de câncer associado à infecção pelo HIV durante a era da HAART ainda precisa ser definido.. A incidência de câncer entre pacientes infectados e não infectados pelo HIV participantes do Multicenter AIDS Cohort Study (MACS), entre 1984 e 2007, foi comparada à incidência

    Literatura Médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Risco de câncer após transplante de órgãos sólidos em Pediatria - Pediatrics Vol. 139 No. 5 May 01, 2017. e20163893. DOI: 10.1542/peds.2016-3893

    Elizabeth L. Yanik, Jodi M. Smith, Meredith S. Shiels, Christina A. Clarke, Charles F. Lynch, Amy R. Kahn, Lori Koch, Karen S. Pawlish, Eric A. Engels. Antecedentes: Os efeitos do transplante de órgãos sólidos pediátricos sobre o risco de câncer podem diferir daqueles observados em receptores adultos. Descrevemos o câncer em receptores pediátricos e comparamos a incidência com a população em geral.. Métodos: O registro de transplantes dos EUA foi associado a 16 registros de câncer para

    Literatura Médica / Publicado em 10 de maio de 2017
< anterior de 2 próxima >
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa