hiperestimulacao

buscar clipping de saúde

resultado

informação buscada: hiperestimulação
total de (5) resultados
  • Grupo sangüíneo A pode constituir fator de risco para síndrome da hiperestimulação ovariana de início precoce

    12 de agosto de 2008 (Bibliomed). Síndrome da hiperestimulação ovariana (SHEO), uma complicação potencialmente fatal, é classificada em duas formas distintas, SHEO de início precoce e tardio. Foram estabelecidos poucos fatores de risco, mas nenhuma relação é conhecida com antígenos do grupo sangüíneo ABO. Um estudo publicado no periódico Reproductive BioMedicine Online comparou 122 pacientes hospitalizadas com diagnóstico de SHEO com dois grupos controle – pacientes tratadas para infertilidade

    Clipping / Publicado em 12 de agosto de 2008
  • Anormalidades funcionais responsáveis pelo jogo patológico na doença de Parkinson

    05 de janeiro de 2009 (Bibliomed). Pacientes com doença de Parkinson (DP) podem desenvolver o jogo patológico durante a terapia de reposição com dopamina. Os mecanismos neurais responsáveis ainda não foram elucidados. O periódico Archives of Neurology traz um estudo, realizado por pesquisadores italianos, que investigou a perfusão cerebral em repouso de pacientes com DP e jogo patológico, comparada aos doentes sem esta alteração e a controles hígidos. Participaram da investigação 16 pacientes

    Clipping / Publicado em 5 de Janeiro de 2009
  • Tratamento da hemicrania contínua com estimulação do nervo occipital

    14 de novembro de 2008 (Bibliomed). A hemicrania contínua é uma cefaléia primária, caracterizada pela presença de dor unilateral persistente, associada a manifestações autonômicas cranianas, e responsividade à indometacina. Alguns pacientes não toleram esta droga ou possuem contra-indicações. Nestes casos, as opções terapêuticas são restritas. A estimulação do nervo occipital é uma terapia efetiva para cefaléias primárias não tratáveis farmacologicamente. Um estudo publicado no periódico

    Clipping / Publicado em 14 de novembro de 2008
  • Indução do parto com prostaglandinas

    17 de abril de 2015 (Bibliomed). Um recente estudo foi realizado para avaliar a eficácia e segurança de prostaglandinas utilizadas para indução do parto. Tratou-se de uma revisão sistemática.. Duzentos e oitenta ensaios clínicos randomizados foram incluídos (48 068 mulheres) na revisão. A mortalidade materna e neonatal e morbidade grave raramente foram notificadas. Inconsistência não resolvida foi observada para o resultado de hiperestimulação. Com relação ao placebo, as chances de não conseguirem

    Clipping / Publicado em 17 de abril de 2015
  • Misoprostol vaginal seria o mais eficaz na indução do parto, diz estudo

    22 de Novembro de 2005. Revisão publicada recentemente pela revista especializada International Journal of Gynecology & Obstetrics analisou 17 trabalhos editados entre 1994 e 2004 e que compararam diferentes vias de administração do misoprostol para induzir o trabalho de parto. Segundo foi observado por pesquisadores do Leste Europeu, o misoprostol endovaginal seria mais eficaz na indução do parto que a dose oral equivalente. A administração vaginal, entretanto, parece estar associada

    Clipping / Publicado em 22 de novembro de 2005
< anterior de 1 próxima >
© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa