antipsicoticos

buscar clipping de saúde
resultado
informação buscada: antipsicóticos
total de (37) resultados
  • Não há evidências de diferenças na eficácia de antipsicóticos típicos e atípicos

    09 de julho de 2010 (Bibliomed). Há um debate em curso sobre o uso de antipsicóticos atípicos como tratamento de primeira linha para o primeiro episódio de psicose. Um estudo publicado na BJPsych examinou a base de evidências para essa recomendação. Quinze ensaios randomizados e controlados com um total de 2.522 participantes foram analisados. Não houve diferença significativa entre as drogas atípicas e típicas nas taxas de abandono (OR = 0,7, IC 95% 0,4 a 1,2) ou efeito sobre os sintomas

    Clipping / Publicado em 9 de julho de 2010
  • Uso de antipsicóticos em jovens e risco de diabetes mellitus tipo 2

    11 de abril de 2016 (Bibliomed). Os medicamentos antipsicóticos são usados ​​cada vez mais na juventude para indicações não-psicóticas e fora da bula, mas os efeitos cardiometabólicos adversos e (especialmente) o risco de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) causam uma preocupação adicional. Um novo estudo procurou avaliar o risco de DM2 associado ao tratamento antipsicótico na juventude. No estudo, fontes levantado os dados de pesquisa sistemática da literatura no PubMed e PsycINFO,

    Clipping / Publicado em 11 de abril de 2016
  • Risco cardiometabólico dos antipsicóticos de 2ª geração durante a primeira utilização por crianças e adolescentes

    30 de dezembro de 2009 (Bibliomed). Os efeitos cardiometabólicos dos antipsicóticos de 2ª geração são preocupantes, porém não têm sido suficientemente estudados entre pacientes pediátricos e adolescentes sem uso prévio desse tipo de medicação. Pesquisadores de Nova Iorque avaliaram a associação entre o uso de antipsicóticos de 2ª geração e os parâmetros metabólicos nos pacientes sem exposição prévia participantes do estudo Second-Generation Antipsychotic Treatment Indications, Effectiveness

    Clipping / Publicado em 30 de dezembro de 2009
  • Antipsicóticos atípicos x convencionais, quais são os riscos para os idosos?

    05 de Dezembro de 2005. Recentemente, o FDA (Food and Drug Administration) emitiu uma advertência indicando que os medicamentos antipsicóticos atípicos aumentam a mortalidade entre pacientes idosos. Entretanto, o aviso não se aplicou aos antipsicóticos convencionais, pois o risco de morte com estes agentes mais antigos não seria bem conhecido. Estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard e publicado na última edição do The New England Journal of Medicine concluiu que

    Clipping / Publicado em 5 de dezembro de 2005
  • As evidências são limitadas sobre as vantagens comparativas e os riscos dos antipsicóticos em pediatria

    22 de março de 2012 (Bibliomed). Apesar do aumento do uso de antipsicóticos, a prescrição de antipsicóticos em crianças permanece controversa devido à incerteza de seus benefícios e segurança. Pesquisadores da University of Alberta sistematicamente reviram a eficácia e a segurança dos antipsicóticos de primeira (APG) e de segunda geração (ASG) para pacientes com idade ≤ 24 anos com problemas psiquiátricos e comportamentais. 64 ensaios e 17 estudos de coorte foram incluídos. A maioria

    Clipping / Publicado em 22 de março de 2012
  • Peso ao nascer após exposição materna a antipsicóticos típicos e atípicos

    16 de maio de 2008 (Bibliomed). Os efeitos da exposição intra-uterina a antipsicóticos sobre o peso ao nascer são desconhecidos. Uma publicação do periódico The British Journal of Psychiatry investigou se os antipsicóticos típicos e atípicos diferem em seus efeitos sobre o peso ao nascer, após exposição materna durante a gestação. Infantes expostos a antipsicóticos atípicos durante a gestação apresentaram incidência significativamente maior de tamanho grande para a idade gestacional, comparados com

    Clipping / Publicado em 16 de maio de 2008
  • Medicação antipsicótica na prevenção e tratamento do delírio em adultos hospitalizados: uma revisão sistemática e metanálise

    27 de maio de 2016 (Bibliomed). Uma revisão sistemática e metanálise buscou avaliar a eficácia dos medicamentos antipsicóticos na prevenção e tratamento do delírio em adultos hospitalizados. As bases de dados PubMed, Embase, CINAHL e ClinicalTrials.gov foram pesquisadas ??a partir de 01 de janeiro de 1988 até 26 de Novembro de 2013. Foram avaliados estudos em que foi realizada a administração de antipsicótico para a prevenção ou tratamento, do delírio em ensaios clínicos randomizados ou estudos

    Clipping / Publicado em 27 de maio de 2016
  • Publicada revisão acerca do uso de medicamentos antipsicóticos

    09 de Setembro de 2003. Medicamentos antipsicóticos tiveram uma contribuição significativa para o cuidado das pessoas mentalmente enfermas durante os últimos 50 anos, com boas evidências de que os agentes típicos e atípicos são efetivos no tratamento da esquizofrenia e condições relacionadas. Além disso, eles são usados amplamente com bom efeito em outras desordens, inclusive depressão psicótica, demência e delírio. Agentes típicos e atípicos podem causar efeitos colaterais severos e,

    Clipping / Publicado em 9 de setembro de 2003
  • Os benefícios e malefícios variam entre os medicamentos antipsicóticos genéricos

    31 de outubro de 2011 (Bibliomed). Medicamentos antipsicóticos atípicos são comumente usados para condições como agitação na demência, ansiedade e transtorno obsessivo-compulsivo. Pesquisadores da Universidade da Califórnia realizaram uma revisão sistemática sobre a eficácia e segurança dos medicamentos antipsicóticos atípicos para uso em condições genéricos. Das 12.228 citações identificadas, 162 contribuíram com dados para a revisão de eficácia. Entre os 14 ensaios controlados com placebo

    Clipping / Publicado em 31 de outubro de 2011
  • Antipsicóticos estão associados a maior risco de morte súbita

    02 de Julho de 2004. Estudo publicado esta semana na revista Archives of Internal Medicine avaliou através de banco de dados de aproximadamente 250.000 pacientes, a possível relação morte súbita de origem cardíaca e o uso de medicamentos antipsicóticos. Houve 582 casos de morte súbita. O uso de antipsicóticos esteve associado a um risco três vezes maior de morte súbita. O maior risco esteve associado ao uso de antipsicóticos dos grupos das butirofenonas. O risco de morte súbita

    Clipping / Publicado em 2 de julho de 2004
< Anterior de 4 Próxima >

Assinantes


Esqueceu a senha?