buscar

resultado

informação buscada: stent
total de (708) resultados
  • Stent liberador de zotarolimus não é inferior ao stent liberador de everolimus

    19 de julho de 2010 (Bibliomed). A Nova geração de stents coronários que libera zotarolimus ou everolimus reduz o risco de reestenose. No entanto, não está claro se existem diferenças na eficácia e segurança entre os dois tipos de stents.  2.292 pacientes foram randomizados para serem submetidos a tratamento com stents coronários liberadores de zotarolimus ou everolimus. Vinte por cento dos pacientes foram selecionados aleatoriamente para repetir a angiografia em 13 meses. O ponto

    Clipping / Publicado em 19 de julho de 2010
  • Diferenças nos desfechos da cirurgia de revascularização miocárdica e da intervenção coronariana percutânea

    17 de setembro de 2014 (Bibliomed). A cirurgia de revascularização do miocárdio (CRM), em comparação com a intervenção coronariana percutânea (ICP) reduz a mortalidade em pacientes com diabetes mellitus. No entanto, os ensaios anteriores compararam a CRM com angioplastia com balão ou stent, mas não se sabe se a diferença entre CRM e PCI pode ser reduzida por stents farmacológicos mais recentes. Assim, uma recente revisão literária avaliou essas diferenças. Sessenta e oito ensaios clínicos

    Clipping / Publicado em 17 de setembro de 2014
  • i>Stents /i> liberadores de fármaco em pacientes diabéticos

    Clipping / Publicado em 11 de maio de 2006
  • Estudo ELUTES: um novo tipo de stent com baixa reestenose

    Equipe Editorial da Bibliomed "Estudos clínicos recentes tem procurado avaliar stents coronários embebidos em drogas capazes de impedir o crescimento celular, no sentido de impedir a reestenose ou a trombose. No Congresso Europeu de Cardiologia de 2001 o estudo RAVEL foi apresentado, acerca de stents embebidos com sirolimus. Agora, na sessão científica anual da American Heart Association, foi apresentado o estudo ELUTES." Após os resultados recentemente apresentados no último Congresso

    Artigo / Publicado em 16 de novembro de 2001
  • Cuidado intensivo de pacientes portadores de stents coronarianos

    © Equipe Editorial Bibliomed. Neste Artigo:. - Introdução - Complicações Relacionadas aos Stents - Prevenção da Trombose do Stent - Referências Bibliográficas. Introdução . Atualmente, os stents são amplamente usados na maioria das intervenções coronarianas percutâneas (ICPs) devido ao seu potencial de melhora das taxas de sucesso do procedimento e redução das complicações. No entanto, os dispositivos em si carregam um risco de complicações futuras, sendo a mais grave a

    Artigo / Publicado em 1 de julho de 2011
  • Fraturas de stents da artéria carótida não estão associadas com eventos adversos graves

    01 de fevereiro de 2018 (Bibliomed). O impacto das fraturas do stent da artéria carótida na incidência de eventos clínicos adversos ainda não está claro. O objetivo de um recente estudo foi o de relatar a taxa de fraturas do stent e sua associação com reestenose intra-stent e desfechos adversos no estudo ACT-1 (Carotid Angioplasty and Stenting Versus Endarterectomy in Asymptomatic Subjects Who Are at Standard Risk for Carotid Endarterectomy With Significant Extracranial Carotid Stenotic Disease)..

    Clipping / Publicado em 1 de fevereiro de 2018
  • 03 - Angioplastia e stent na circulação carotídea

    Alexandre Jackson von Sperling de Vasconcellos* Marcos Antonio Marino** Hospital Madre Teresa Belo Horizonte /MG (*) Médico Assistente (**)Coordenador do Serviço de Hemodinâmica, Cardiologia Intervencionista e Radiologia Vascular do Hospital Madre Teresa, atual Presidente da SMC Introdução Os Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) são a 3ª causa de morte nos Estados Unidos e estima-se que cerca de 80% sejam por eventos isquêmicos, sendo mais de um terço desses devido à doença

    Revista / Publicado em 16 de maio de 2001
  • Stent revestido com fármacos versus stent metálico – implicações prognóstic

    19 de novembro de 2007 (Bibliomed). A colocação de stent coronariano é empregada diante de condições que produzem oclusão da luz vascular a ponto de comprometer a perfusão global ou regional dos cardiomiócitos, cursando com sintomas isquêmicos e infarto agudo do miocárdio (IAM). A angioplastia de resgate com aplicação de stent pode ser utilizada em casos selecionados de IAM em sua fase aguda, respeitando condições impostas e validadas por protocolos clínicos.. A avaliação prognóstica após

    Notícias / Publicado em 19 de novembro de 2007
  • Stents revestidos com sirolimus ou paclitaxel versus angioplastia por balão para a prevenção de recorrências em pacientes com reestenose no stent coronariano. - JAMA 2005;293:165-171

    Nos pacientes com lesões coronarianas de novo, os stents revestidos com drogas têm reduzido drasticamente o risco de reestenose comparados com os stents de metal descobertos e angioplastia por balão convencional. Ainda não está claro se os stents recobertos por drogas são superiores à angioplastia por balão para o tratamento de pacientes com reestenose no stent.. O Dr. Adnan Kastrati e colegas realizaram um estudo para avaliar se os stents recobertos por drogas são um tratamento mais

    Literatura médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Trombose de stent é infrequente, mas apresenta grave impacto clínico, indica estudo

    23 de julho de 2010 (Bibliomed).  A trombose de stent ocorre em apenas 1% dos casos, mas apresenta elevada taxa de mortalidade e re-trombose, segundo estudo apresentado neste mês no Congresso da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista. “A trombose de stent tem sido descrita como um evento infrequente na fase atual da cardiologia intervencionista, entretanto, seu impacto clínico pode ser catastrófico, com elevadas taxas de mortalidade”, destacaram os pesquisadores

    Notícias / Publicado em 23 de julho de 2010
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa