pelvica

buscar

resultado

informação buscada: pélvica
total de (833) resultados
  • Fatores ginecológicos e psicosociais estão fortemente associados com a dor pélvica crônica

    05 de Abril de 2006. Pesquisadores da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, realizaram estudo para avaliar os fatores que predispõem mulheres à dor pélvica crônica e recorrente. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura, com seleção de ensaios relevantes. A exposição aos fatores de risco foi comparada entre mulheres com e sem dor pélvica. Os resultados foram separados em subgrupos definidos pelo tipo de fatores de risco e da dor. O trabalho foi publicado na última edição

    Clipping / Publicado em 5 de abril de 2006
  • Papel da histeroscopia na avaliação da dor pélvica crônica

    24 de outubro de 2008 (Bibliomed). O periódico Fertility and Sterility traz um estudo que investigou o papel da histeroscopia na investigação das condições causais da dor pélvica crônica. Observou-se que a histeroscopia foi altamente efetiva no diagnóstico de várias causas ginecológicas da dor pélvica crônica, incluindo adenomiose, endometrite crônica, anomalias Müllerianas, ossos fetais retidos, ossificação endocervical e anormalidades intra-uterinas. A histeroscopia também pareceu exercer papel

    Clipping / Publicado em 24 de outubro de 2008
  • Linfadenectomia pélvica assistida por Robô é viável e segura

    24 de junho de 2010 (Bibliomed). Estudo publicado na Urology reviu a necessidade, extensão, a viabilidade oncológica, e os resultados da linfadenectomia pélvica assistida por robô para o câncer de bexiga invasivo em pacientes submetidos a cistectomia radical assistida por robô.  A Biblioteca Nacional de Medicina e o Pub Med foram amplamente pesquisados para os casos de linfadenectomia pélvica laparoscópica assistida por robô, realizadas em conjunto com cistectomia radical assistida por robô

    Clipping / Publicado em 24 de junho de 2010
  • Tópicos em Gastroenterologia - Volume 14 - Controvérsias - Capítulo 09 - Ressecções Pélvicas Alargadas: Quando Indicar? - Paulo Roberto Savassi-Rocha; Luiz Gonzaga Vaz Coelho; Marcelo Dias Sanches; Marcelo Rausch

    Ademar Lopes Antonio H. O. Poletto. Introdução. As neoplasias malignas primárias dos órgãos pélvicos, durante sua evolução natural, podem invadir órgãos e/ou estruturas adjacentes, sem apresentar metástases a distância, sendo nessas condições denominadas tumores localmente avançados8,56. No homem, o tumor pode estender-se anteriormente para a próstata e a bexiga; na mulher, pode invadir o útero e a parede posterior da vagina. Em ambos os sexos, a neoplasia pode crescer posteriormente

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Preditores da falha da embolização arterial pélvica após hemorragia pós-parto grave

    08 de maio de 2009 (Bibliomed). Um estudo realizado em universidades da França e publicado no periódico Obstetrics & Gnecology estimou os fatores associados à falha na embolização pélvica após hemorragia pós-parto. Foram avaliados todos os casos de embolização arterial pélvica para hemorragia pós-parto em uma unidade terciária, no período de 1994 a 2007. O procedimento foi realizado em 0,3% dos partos, sendo efetuado pelo mesmo radiologista em 87% dos casos. Ocorreram falhas em 11% e

    Clipping / Publicado em 8 de maio de 2009
  • Primeiro parto cesáreo por apresentação pélvica não exige segunda cesárea

    22 de Agosto de 2002 (Bibliomed). Durante muito tempo foi consenso que um parto cesáreo prévio justificava que os demais partos também fossem realizados por via operatória. Agora, um estudo realizado na Irlanda mostra que, quando a indicação do parto operatório for devido ao mau posicionamento fetal – apresentação pélvica – não há necessidade de repetição do parto operatório nas gestações subseqüentes.. Em contrapartida, 61% das mulheres que foram submetidas a um parto cesáreo por outros

    Notícias / Publicado em 22 de agosto de 2002
  • Sepse causada por infecções de tecidos moles peripélvicos em politraumatizados com fratura pélvica instável

    26 de junho de 2009 (Bibliomed). Em politraumatizados com fratura pélvica instável, a mortalidade tardia resulta quase invariavelmente de sepse. Um estudo publicado no periódico Journal of Trauma-Injury Infection & Critical Care avaliou 11 pacientes com sepse por infecções de tecidos moles envolvendo a pelve fraturada. O escore de gravidade da lesão foi em média 48 e a pressão arterial sistólica à admissão foi 66 mmHg. Todos os pacientes tiveram lesões concomitantes e choque hemorrágico

    Clipping / Publicado em 26 de junho de 2009
  • Ablação laparoscópica de nervo útero-sacro para alívio da dor pélvica crônica

    18 de setembro de 2009 (Bibliomed). A dor pélvica crônica é uma condição comum com grandes efeitos na qualidade de vida, na produtividade e no uso do sistema de saúde. Pesquisadores ingleses avaliaram a eficácia da ablação laparoscópica de nervo útero-sacro (LUNA) para alívio da dor pélvica crônica. Foram randomizadas 487 mulheres com dor pélvica com duração superior a 6 meses com endometriose ausente ou mínima, sem aderências ou doença inflamatória pélvica. O acompanhamento foi feito

    Clipping / Publicado em 18 de setembro de 2009
  • Ginecologia - 1ª Ed. - Capítulo 15 - Dor Pélvica - Luiz Carlos Viana; selmo Geber; Madalena Martins

    Néli Sueli Teixeira de Souza. Introdução. A dor pélvica constitui a segunda queixa mais comum em ginecologia, podendo ser aguda, cíclica ou crônica. A dor aguda é aquela caracterizada por episódio súbito de dor intensa, de curta duração. A dor cíclica está relacionada com o ciclo menstrual, enquanto a dor crônica é aquela com mais de seis meses de duração.. A etiologia desse sintoma é às vezes difícil de ser estabelecida, devido à variedade na intensidade

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Tópicos em Gastroenterologia - Volume 11 - Avanços em Coloproctologia - Capítulo 34 - Como Abordar a Dor Pelviperineal Crônica? - - Luiz de Paula Castro, Paulo Roberto Savassi-Rocha, Antônio Lacerda Filho, Sérgio Alexandre da Conceição

    Manoel Jacobsen Teixeira Carlos Walter Sobrado Jr.. Introdução. Dor é uma experiência vivenciada pela quase-totalidade dos seres humanos75, e é por meio dela que a maioria das afecções se manifesta78. Como sintoma ou doença, é freqüentemente motivo de procura do sistema assistencial de saúde. Como uma modalidade sensorial consciente, apresenta aspecto sensitivo e emocional e representa uma imagem simbólica69. Evoca reações emocionais e comportamentais físicas e psíquicas

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
< anterior de 84 próxima >
© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa