bupivacaina

buscar

resultado

informação buscada: bupivacaína
total de (110) resultados
  • Comparação entre fentanil e sufentanil como adjuntos da bupivacaína na analgesia epidural no parto

    24 de abril de 2009 (Bibliomed). Um estudo realizado na Universidade de Toronto (Canadá) e publicado no periódico Journal of Clinical Anesthesia comparou a eficácia clínica de doses equipotentes de fentanil e sufentanil, em combinação com bupivacaína, na analgesia epidural controlada pela paciente (AECP) em trabalho de parto. A amostra consistiu em 48 parturientes, com dilatação cervical ≤ 5 cm. As pacientes receberam uma dose de ataque de 10 mL de bupivacaína (0,125%) com 30 mg de fentanil

    Clipping / Publicado em 24 de abril de 2009
  • Manual de Anestesiologia Clínica - 4a. Ed. - Capítulo 37 - Dor - J. Kenneth F. Eckhardt ; Willian A Parese

    Kenneth Blazier. I. Dor e o anestesiologista. A. Dor aguda. O anestesiologista desempenha um papel especial no tratamento da dor aguda. O bloqueio peroperatório dos estímulos aferentes, ou a resposta central a eles, é a característica do manejo anestésico bem-sucedido. Logo que o paciente deixa a unidade de cuidados pós-anestésicos (UCPA), a responsabilidade do manejo analgésico posterior compete a um grupo de clínicos, no qual o anestesiologista desempenha um papel maior. Novas técnicas,

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Cirurgia de Urgência - Vol. II - 2ª Ed. - Capítulo 18.04. - 3ª Parte - Bloqueio Regional: Raquidiano e Epidural - Alcino Lázaro da Silva

    Drogas. Analisaremos apenas as drogas mais usadas atualmente. A procaína será incluída por ser a referência em termos de toxidez, potência e índice anestésico. As drogas mais recentes, ainda pouco comuns entre nós, serão apenas sumariadas.. Procaína. 3,4,18,2O Sinonímia: novocaína, escurocaína (éster de dietilaminoetanol do ácido paraminobenzóico); peso molecular: 273; pKa: 8,92; esterilização: as ampolas com cristais podem ser autoclavadas a 120º C e as soluções podem

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Analgesia com bupivacaína e ropivacaína no trabalho de parto tem resultados semelhantes

    27 de Maio de 2003. Uma meta-análise de estudos comparando altas doses da bupivacaína com a ropivacaína para analgesia durante o trabalho de parto verificou uma incidência mais elevada de utilização do fórceps, bloqueio motor, e pior estado neonatal quando a bupivacaína era usada. Com a finalidade de determinar se estas diferenças persistem quando utiliza-se bupivacaína em anestesia epidural em baixa concentração combinada com o fentanil, comparando-se com a ropivacaína associada ao

    Clipping / Publicado em 27 de maio de 2003
  • Bupivacaína tópica no contexto da extração dentária em pacientes pediátricos

    10 de novembro de 2004. A capacidade da bupivacaína tópica diminuir o estresse pós-cirúrgico de crianças submetidas a extração de dentes sob anestesia geral foi tema de estudo publicado na nova edição da revista International Journal of Paediatric Dentistry. Ensaio randomizado, duplo cego e placebo-controlado envolveu 135 pacientes pediátricos entre 2 e 12 anos de idade que foram atendidos em clínicas especializadas dos EUA. As crianças às quais foi administrada bupivacaína tópica

    Clipping / Publicado em 10 de novembro de 2004
  • Adição de clonidina ou dexmedetomidina à bupivacaína prolonga a analgesia caudal em crianças

    28 de julho de 2009 (Bibliomed). Pesquisadores da universidade do Egito realizaram estudo comparativo entre os efeitos analgésicos e efeitos adversos da dexmedetomidina e da clonidina adicionadas à bupivacaína em pacientes pediátricos submetidos a operações do abdome inferior. Sessenta pacientes (entre 6 meses e 6 anos) foram randomizados em 3 grupos para receber bupivacaína 0,25% (1ml/kg) combinada com dexmedetomidina 2mcg/kg em 1ml de salina normal, ou clonidina 2mcg/kg em 1ml de salina

    Clipping / Publicado em 28 de julho de 2009
  • Baixa dose de bupivacaína em raquianestesia para cesariana tem eficácia anestésica comprometida

    01 de agosto de 2011 (Bibliomed). A raquianestesia é a técnica anestésica preferida para cesarianas eletivas. Hipotensão é o mais comum efeito colateral e tem consequências tanto maternas quanto neonatais. Diferentes estratégias têm sido tentadas para evitar hipotensão induzida por raquianestesia, incluindo o uso de baixas doses de bupivacaína.Um estudo publicado no British Journal of  Anaesthesia realizou uma busca sistemática de ensaios clínicos randomizados comparando a eficácia

    Clipping / Publicado em 1 de agosto de 2011
  • Adição de midazolam à infusão epidural contínua de bupivacaína pós-operatória em crianças submetidas a cirurgia abdominal alta e do flanco

    24 de abril de 2009 (Bibliomed). O periódico Journal of Clinical Anesthesia traz um estudo, realizado por cientistas da Índia, que investigou o efeito da adição de midazolam à infusão epidural contínua de bupivacaína para a analgesia pós-operatória de crianças. No total, 44 crianças ASA I e II, com 2 a 10 anos, foram submetidas a cirurgia eletiva do abdome superior e flanco. Ao final da cirurgia, a amostra foi alocada aleatoriamente para receber infusão epidural de bupivacaína isolada (grupo

    Clipping / Publicado em 24 de abril de 2009
  • Antidepressivos tricíclicos intratecais produzem anestesia medular - Pain Volume 112, Issue 1-2, Pages 106-12 - November, 2004

    Antidepressivos tricíclicos (ADT) já foram amplamente utilizados para tratamento de transtornos depressivos. Estudos recentes demonstraram que esses fármacos têm um potente efeito de bloqueio dos canais de sódio e a amitriptilina, um dos ADT, tem um efeito anestésico potente. Cientistas chineses estudaram os efeitos anestésicos medulares de diversos ADTs e testaram se eles atuariam como os anestésicos locais após injeções intratecais. Como controle foi utilizada a bupivacaína, um anestésico

    Literatura médica / Publicado em 13 de julho de 2010
  • A injeção de lidocaína 1% e bupivacaína 0,5% não é recomendada para a redução da dor após amigdalectomia

    15 de julho de 2011 (Bibliomed). Um estudo publicado no Archives of Otolaryngology analisou se a injeção de anestésicos locais com e sem clonidina antes da amigdalectomia reduz a dor após a cirurgia em crianças. O estudo incluiu 120 crianças, com idades entre 3 e 17 anos, submetidas a amigdalectomia. Os pacientes foram randomizados para um de 3 grupos de injeção: (1) salina, (2) lidocaína mais bupivacaína, ou (3) lidocaína mais bupivacaína mais clonidina. O número total de doses de

    Clipping / Publicado em 15 de julho de 2011
< anterior de 11 próxima >
© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa