antidepressivos

buscar

resultado

informação buscada: antidepressivos
total de (766) resultados
  • Princípios e Práticas em Psicofarmacoterapia - 1ª. Ed. - Capítulo 07 - Tratamento com Antidepressivos - Philip G. Janicak, MD ; John M. Davis, MD ; Sheldon H. Preskorn, MD ; Frank J. Ayd, Jr., MD

    História Os distúrbios do humor estão entre as experiências humanas mais difundidas. No curso da vida, a expectativa de desenvolver-se um transtorno de humor mais sério varia entre 3 e 8% na população geral. O tratamento desses transtornos foi revolucionado pela introdução das drogas estabilizadoras do humor, cujo período moderno remonta ao início da década de 50. Como resultado, houve dois efeitos principais: a disponibilidade de terapias relativamente

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Risco de fratura de quadril em idosos em uso de antidepressivos

    15 de julho de 2013 (Bibliomed). As fraturas de quadril são geralmente causadas por uma combinação de fatores como redução da densidade mineral óssea e quedas, entretanto o uso de medicamentos antidepressivos pode afetar ambas variáveis. Um estudo atual teve por objetivo examinar a associação entre a exposição a medicamentos antidepressivos e risco de fratura de quadril entre os idosos, e, das associações encontradas, estimar o risco atribuível de fratura de quadril. Tratou-se de uma coorte

    Clipping / Publicado em 15 de julho de 2013
  • Antidepressivos e suicídio

    06 de Julho de 2004.Artigo de publicado no British Medical Journal  revê os riscos e benefícios da utilização de antidepressivos e sua relação com o suicídio. Segundo os autores, 90% dos antidepressivos prescritos na Inglaterra são inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS). Não se notam na literatura evidências claras de que a diminuição na incidência de suicídio está diretamente relacionada à prescrição de antidepressivos. Na infância, os ISRS estão associados a

    Clipping / Publicado em 6 de julho de 2004
  • Uso de antidepressivos entre indivíduos com mais de 12 anos de idade

    12 de setembro de 2017 (Bibliomed). O uso de antidepressivos é comum entre os indivíduos dos EUA com idade igual ou superior a 12 anos, sendo os brancos não hispânicos mais propensos a usar antidepressivos do que outros grupos raciais/étnicos. Isso é o que indica publicação feita pelo U.S. Centers for Disease Control and Prevention's National Center for Health Statistics (NCHS).. Pesquisadores do NCHS usaram dados do National Health and Nutrition Examination Survey desde 2011 até 2014 para

    Notícias / Publicado em 21 de agosto de 2017
  • Uso de antidepressivos maternos geralmente não-relacionados com a asma nos filhos

    27 de maio de 2015 (Bibliomed). Tem sido sugerido que a depressão materna durante a gravidez está associada com asma em seus filhos, mas o papel do tratamento médico da depressão não é conhecido. O objetivo de um novo estudo publicado na revista Pediatrics foi verificar se o uso pré-natal de antidepressivos aumenta o risco de asma na prole.. Um estudo de coorte foi realizado entre todos os nascidos vivos (únicos, não gemelares) nascidos na Dinamarca entre 1996 e 2007. As mães que tiveram

    Clipping / Publicado em 27 de maio de 2015
  • Depressão associada a elevação da mortalidade na insuficiência cardíaca

    1° de dezembro de 2008 (Bibliomed). Estudos recentes sugerem que os antidepressivos podem estar associados a uma maior mortalidade em pacientes com doença cardíaca. A depressão também pode ter relação com o aumento na mortalidade destes pacientes. Ainda há dúvida se a associação se deve ao uso de antidepressivos ou à depressão. O periódico Archives of Internal Medicine traz um estudo que avaliou a associação entre mortalidade em longo prazo, uso de antidepressivos e depressão, em 1.006 pacientes

    Notícias / Publicado em 1 de dezembro de 2008
  • Eficácia de antidepressivos e terapias psicológicas na síndrome do intestino irritável

    1° de abril de 2009 (Bibliomed). A síndrome do intestino irritável é um transtorno gastrintestinal funcional crônico. As evidências sobre o tratamento desta condição com antidepressivos e terapias psicológicas são conflitantes. O periódico Gut traz um estudo de revisão sobre o tema, realizado por pesquisadores das universidades McMaster (Canadá), Michigan (EUA) e Cork (Irlanda) e da Clínica Mayo (EUA). A pesquisa identificou 571 citações, sendo selecionados 32 estudos randomizados controlados.

    Clipping / Publicado em 1 de abril de 2009
  • Princípios e Práticas em Psicofarmacoterapia - 1ª. Ed. - Adendo II - Avanços na Farmacoterapia dos Transtornos Depressivos* - Philip G. Janicak, MD ; John M. Davis, MD ; Sheldon H. Preskorn, MD ; Frank J. Ayd, Jr., MD

    Na última década, tem havido grande interesse pelos novos antidepressivos, basicamente devido ao desenvolvimento racional que tem ocorrido em tais medicações. Durante esse período, seis novos agentes foram colocados no mercado nos Estados Unidos: bupropion, fluoxetina, sertralina, paroxetina, venlafaxina e nefazodona. Este aumento do número de antidepressivos representa tanto um desafio como um benefício. A primeira vantagem é que os médicos podem

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • Manual de Psiquiatria Clínica - 1ª Ed. - Capítulo 22 - Terapia Orgânica - Harold I. Kaplan; Benjamin J. Sadock

    I. Princípios básicos de psicofarmacologia. As drogas psicotrópicas, sejam elas utilizadas isoladamente ou em associação a outras terapias, podem reduzir sobremaneira a gravidade e a duração dos distúrbios mentais. A esquizofrenia, a depressão, a mania, o distúrbio de pânico, o distúrbio de ansiedade generalizada e o distúrbio obsessivo-compulsivo são alguns dos distúrbios psiquiátricos que respondem a drogas. Os agentes farmacológicos também podem

    Livro / Publicado em 13 de julho de 2010
  • 11 - Depressão

    . Depression. Unitermos: depressão, alterações do humor. Uniterms: depression, mood disorders.. Edson Henry Take(1) Sandra Scivoletto(2). O tema depressão, enfatizando os principais aspectos clínicos, visa traçar o diagnóstico e as suas formas de tratamento.. Depressão. Muitas vezes não é o psiquiatra quem tem o primeiro contato com o paciente deprimido.

    Revista / Publicado em 23 de junho de 2000
< anterior de 77 próxima >
© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa