DICLOFENACO POTÁSSICO -(CATAFLAM)

Equipe Editorial Bibliomed

Fórmula:
Comprimido revestido - 50mg Solução injetável - 25mg/ml Suspensão oral - 15mg/ml (diclofenaco resinato)

Indicações:
Tratamento sintomático a médio e longo prazo de doenças reumáticas crônicas, como artrite reumatóide, osteoartrite, espondilite anquilosante e doenças correlatas do tecido conectivo. Tratamento de lesão musculoesquelética. Dor e inflamação de pós-operatório. Dismenorréia primária e anexite. Síndromes dolorosas diversas (nevralgia cérvico-braquial, cervicalgia, lombalgia, ciática, etc.). Adjuvante no tratamento da dor e inflamação na faringo-amigdalite, sinusites e otites.

Posologia:
Adultos e pacientes acima de 14 anos de idade: 50mg IM (profundo) ou VO, 2 a 3 vezes ao dia. Crianças acima de 4 anos: 0,5mg a 2mg/kg/dia VO, divididos em 2 a 3 vezes ao dia. No caso de administração por VO, recomenda-se a utilização com as refeições.

Contra indicação:
Gravidez. Lactação. Hipersensibilidade ao diclofenaco ou a outros antiinflamatórios não esteroidais. Úlcera gástrica ou duodenal. Insuficiência hepática ou renal.

Efeitos adversos:
Dor no local da injeção (uso parenteral). Dor e desconforto epigástrico, sangramento gastrointestinal ocasional, úlcera gástrica ou intestinal, dispepsia, anorexia, náusea, vômito, flatulência, constipação, diarréia. Insuficiência hepática, casos raros de hepatite, com ou sem icterícia. Pancreatite. Colite não-específica e exacerbação de colite ulcerativa. Estomatite, glossite. Reações de hipersensibilidade (erupção cutânea, urticária, rash, prurido, dermatite esfoliativa, púrpura alérgica, erupção bolhosa, eczema, broncoespasmo, angioedema, síndrome de Stevens-Johnson, epidermólise tóxica aguda). Cefaléia, tontura, vertigem, zumbido, transtornos do sono, depressão, ansiedade, distúrbios do paladar e da visão. Fotossensibilidade. Insuficiência renal, hematúria, proteinúria, nefrite intersticial, síndrome nefrótica. Alveolite, eosinofilia pulmonar. Discrasias sanguíneas. Edema, podendo precipitar insuficiência cardíaca congestiva.

Interações:
Aumenta o risco de ulceração e hemorragia gastrointestinal quando associado a outros antiinflamatórios não esteroidais e altas doses de salicilatos. Anticoagulantes orais, heparina, pentoxifilina, ticlopidina, bloqueadores dos canais de cálcio e probenecida aumentam o risco hemorrágico. Pode elevar o efeito/toxicidade do metotrexato, ciclosporina, digoxina, insulina, sulfoniluréias, lítio, diuréticos poupadores de potássio, aspirina e warfarina. Reduz os efeitos de diuréticos e inibidores da ECA e betabloqueadores. Aspirina diminui sua biodisponibilidade, não sendo recomendada a administração concomitante.

Precauções:
Usar com cautela em pacientes com distúrbios gastrointestinais ou com antecedentes de úlcera gástrica, doença de Crohn, distúrbios hematopoiéticos, afecções hepáticas, cardíacas ou renais graves. Associado a diuréticos ou utilizado em pacientes com depleção do volume extracelular, aumenta o risco de insuficiência renal. Pode inibir temporariamente a agregação plaquetária.

Tipo:
Antiinflamatórios e Anti-reumáticos


conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 11 de dezembro de 2009

Ceratose actícina

Artigo / Publicado em 24 de outubro de 2008

Efeitos Cardiovasculares Adversos dos Inibidores de COX-2

Artigo / Publicado em 24 de dezembro de 2013

Abordagem do paciente com Ascite

Artigo / Publicado em 20 de agosto de 2013

Omeprazol

Artigo / Publicado em 17 de agosto de 2000

Tratamento de Úlceras Gástricas Associadas a Antiinflamatórios Não Esteróides

Artigo / Publicado em 7 de novembro de 2000

Naproxeno em Reumatologia

Notícia / Publicada em 29 de março de 2016

Acetaminofeno não é a melhor escolha para tratar a artrite do quadril ou do joelho

Notícia / Publicada em 6 de agosto de 2010

AINEs têm diferentes perfis de segurança cardiovascular

Notícia / Publicada em 10 de setembro de 2004

Efeito de uma solução tópica de diclofenaco no alívio dos sintomas da osteoartrite primária do joelho

Notícia / Publicada em 16 de fevereiro de 2004

Uso da associação de morfina e antiinflamatório no controle da dor pós-cesariana

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa