CARBAMAZEPINA -(TEGRETOL)

Equipe Editorial Bibliomed

Fórmula:
Comprimido - 200mg

Indicações:
Epilepsia: grande mal, psicomotora, temporal. Nevralgia do trigêmeo. Distúrbio maníaco-depressivo, não responsivo ao lítio. Síndrome de abstinência alcoólica.

Posologia:
Epilepsia: 100mg a 200mg VO, 1 a 2 vezes ao dia. Aumentar lentamente a dose até 400mg VO, 2 a 3 vezes ao dia, se necessário. Nevralgia do trigêmeo: 200mg a 400mg VO, 3 a 4 vezes ao dia. Em idosos, iniciar com 100mg VO, 2 vezes ao dia. Síndrome de abstinência alcoólica: 200mg VO, 3 vezes ao dia. Em casos graves, a dose pode ser elevada nos primeiros dias para 400mg VO, 3 vezes ao dia. Distúrbio maníaco-depressivo: 400mg a 600mg VO, divididos em 2 a 3 doses. Criança abaixo de 6 anos: 100mg/dia, VO.

Contra indicação:
Hipersensibilidade à droga e a compostos tricíclicos. Pacientes com história anterior de depressão da medula óssea. Pacientes com alteração na função hepática, desordens hematopoiéticas, glaucoma, retenção urinária, distúrbio cardiovascular e com crises de ausência.

Efeitos adversos:
Tontura, dor de cabeça, ataxia, sonolência, vertigem, cansaço, visão dupla. Náusea, vômito, constipação, diarréia. Reações de hipersensibilidade. Síndrome de Stevens-Johnson. Anemia aplástica, agranulocitose, púrpura, eosinofilia, leucopenia, trombocitopenia e linfadenopatia. Confusão mental, agitação psicomotora e psicose.

Interações:
Pode diminuir a ação dos anticoagulantes orais, anticonvulsivantes, barbitúricos, benzodiazepínicos e haloperidol. Pode ter sua ação e efeitos tóxicos aumentados por cimetidina, claritromicina, diltiazem, verapamil, eritromicina, propoxifeno. Pode aumentar os riscos de reações adversas graves com inibidores da MAO. Fenobarbital, fenitoína e valproato podem aumentar o metabolismo da carbamazepina.

Precauções:
Supervisão cuidadosa quando administrada em pacientes idosos e com antecedentes psiquiátricos. Ficar atento ao aparecimento de alterações hepáticas e pancreáticas. A redução rápida ou supressão do tratamento pode precipitar convulsões. Pacientes com bloqueio atrioventricular e porfiria aguda intermitente.

Tipo:
Anticonvulsivantes


conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 1 de novembro de 2007

Carbamazepina

Artigo / Publicado em 7 de julho de 2017

Coréia de Sydenham

Artigo / Publicado em 10 de abril de 2018

Doença do Soro

Artigo / Publicado em 24 de novembro de 2015

Doença de Fabry

Artigo / Publicado em 20 de setembro de 2004

Farmacodermias

Artigo / Publicado em 23 de outubro de 2007

Farmacodermias

Notícia / Publicada em 4 de novembro de 2011

Medicamentos antipsicóticos foram significativamente mais eficazes do que os estabilizadores do humor no controle de episódios maníacos

Notícia / Publicada em 7 de abril de 2011

O uso da farmacogenômica na prática clínica

Notícia / Publicada em 19 de abril de 2007

Avaliação da eficácia dos fármacos antiepilépticos no controle das crises parciais

Notícia / Publicada em 15 de fevereiro de 2001

BRASIL: Maior Laboratório de Genéricos do Mundo Inicia Operações no País com Três Medicamentos

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa