DOPAMINA (CLORIDRATO) -(REVIVAN)

Equipe Editorial Bibliomed

Fórmula:
Solução injetável - 5mg/ml

Posologia:
Administrar IV diluído em soro glicosado a 5%, solução fisiológica a 0,9%, solução de lactato de Ringer ou solução de dextrose a 5%. Neonatos: a dose usual varia de 1 a 20µg/kg/min em infusão contínua. Crianças: a dose usual varia de 1 a 20µg/kg/minuto em infusão contínua, podendo chegar a um máximo de 50µg/kg/min. Adultos: a dose inicial é de 1 a 5µg/kg/min em infusão contínua, podendo chegar até a 50µg/kg/min. Elevações de doses são efetuadas em função da resposta terapêutica, com aumentos de 1 a 4µg/kg/minuto a intervalos de 10 a 30 minutos. Doses baixas de 1 a 5µg/kg/min são consideradas “doses renais ou dopaminérgicas”, determinando aumento do fluxo plasmático renal e mesentérico. Doses de 5 a 10µg/kg/min são consideradas “doses cardíacas”, determinando aumento do fluxo plasmático renal, freqüência cardíaca, contratilidade e débito cardíaco. Doses de 10 a 20µg/kg/min são consideradas “doses vasopressoras”, determinando aumento da pressão arterial.

Contra indicação:
Pacientes com feocromocitoma. Hipersensibilidade a sulfitos.

Efeitos adversos:
Arritmias ventriculares e supraventriculares, taquicardia, bradicardia, palpitações, dor no peito, dispnéia. Hipertensão ou hipotensão arterial. Cefaléia, náusea e vômito. Vasoconstrição periférica, estase vascular, intumescência ou formigamento dos pés e mãos, frio e dor nas mãos ou pés.

Interações:
Os efeitos da dopamina são prolongados e intensificados por inibidores da MAO, bloqueadores alfa e beta-adrenérgicos, anestésicos gerais e fenitoína. Digitálicos ou levodopa: uso concomitante pode aumentar o risco de arritmias cardíacas. Diminui os efeitos antianginosos dos nitratos.

Precauções:
Deve ser utilizado com extrema cautela em pacientes anestesiados com ciclopropano, halotano ou outros anestésicos halogenados. Deve ser usado numa dose de 1/10 da usual, em pacientes em tratamento com inibidores da MAO. Segurança em crianças não foi estabelecida. Corrigir a volemia antes da administração. Cuidado na administração IV, pois o extravasamento pode causar necrose tecidual. Monitorizar cuidadosamente os parâmetros hemodinâmicos.

Tipo:
Vasoconstritores e Hipertensores.


conteúdos relacionados

Artigo / Publicado em 25 de julho de 2013

Cloridrato de Sibutramina

Artigo / Publicado em 6 de julho de 2007

Biperideno

Artigo / Publicado em 13 de maio de 2014

Cocaína: A Perigosa Estrada dos Efeitos Estimulantes

Artigo / Publicado em 29 de maio de 2008

Clorpromazina

Artigo / Publicado em 10 de novembro de 2008

Citalopram

Artigo / Publicado em 17 de junho de 2010

Cimetidina

Artigo / Publicado em 17 de junho de 2010

Cloridrato de Memantina

Artigo / Publicado em 17 de junho de 2010

Cloridrato de Hidroxizina

Artigo / Publicado em 26 de agosto de 2014

Tiamina

Notícia / Publicada em 1 de setembro de 2014

Ganho de peso após uso de antidepressivos?

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa