Efeito do controle intensivo versus padrão da pressão arterial na ocorrência de demência

02 de abril de 2019
Equipe Editorial Bibliomed

02 de abril de 2019 (Bibliomed). Até que ponto o controle intensivo da pressão arterial reduziria a ocorrência de demência? Para responder a esta questão, foi realizado um estudo clínico randomizado que incluiu 9.361 adultos com hipertensão. A randomização para uma meta de pressão arterial sistólica de menos de 120 mmHg em comparação com menos de 140 mmHg resultou em uma taxa de provável demência de 7,2 vs 8,6 casos por 1000 pessoas-ano, uma diferença que não foi estatisticamente significativa.

Palavras chave: Cardiologia, pressão arterial, demência, hipertensão, controle pressórico.

 

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados

Clipping / Publicado em 5 de abril de 2007
Exercícios mentais ajudam no tratamento do derrame
Clipping / Publicado em 18 de julho de 2006
Afinação cerebral
Clipping / Publicado em 20 de março de 2006
Vacina contra HPV pode ser liberada em junho
Clipping / Publicado em 19 de dezembro de 2005
Trabalho noturno pode levar a parto prematuro, diz estudo
Clipping / Publicado em 17 de outubro de 2005
Medicamento pode diminuir seqüelas decorrentes de AVCs
Clipping / Publicado em 9 de setembro de 2005
Acidente Vascular Cerebral
Clipping / Publicado em 8 de setembro de 2005
Atentados de 11 de setembro ainda fazem vítimas
Clipping / Publicado em 7 de julho de 2005
Estudo revela que exame de saliva poderia revelar câncer de boca
Clipping / Publicado em 8 de abril de 2005
Caspa contribui para poluição atmosférica, dizem pesquisadores
Clipping / Publicado em 9 de outubro de 2003
Resposta clínica e patológica do esôfago de Barret à cirurgia laparoscópica anti-refluxo


Assinantes


Esqueceu a senha?