Publicidade

Publicidade

Publicidade

BRONCHO-VAXOM

Laboratório

Altana Pharma Ltda.

Principio ativo

LISADO BACTERIANO

Classe

Composição

Pediátrico: 3,5 mg de lisado bacteriano de Haemophilus influenzae, Diplococcus pneumoniae, Klebsiella pneumoniae, Klebsiella ozaenae, Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes, Streptococcus viridans e Moraxella catarrhalis (Neisseria) (contido em 20 mg de liofilizado padronizado). Adulto: 7 mg de lisado bacteriano de Haemophilus influenzae, Diplococcus pneumoniae, Klebsiella pneumoniae, Klebsiella ozaenae, Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes, Streptococcus viridans e Moraxella catarrhalis (Neisseria) (contido em 40 mg de liofilizado padronizado).

Apresentação

Pediátrico: Caixas com 10 cápsulas de 3,5 mg. Adulto: Caixas com 10 cápsulas de 7 mg.

Indicações

Terapia adjuvante em todos os processos infecciosos do trato respiratório. Prevenção de recidivas e da transição para o estado crônico. BRONCHO-VAXOM é especialmente recomendado como terapia auxiliar nos seguintes casos: bronquites aguda e crônica; amigdalite, faringite e laringite; rinite, sinusite e otite; infecções resistentes aos antibióticos convencionais; complicações bacterianas decorrentes de infecções virais do trato respiratório, especialmente na criança e no idoso.

Contra indicações

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. BRONCHO-VAXOM não deve ser usado no primeiro trimestre da gestação.

Posologia

Adultos (cápsulas de 7 mg): Tratamento de episódios agudos: Uma cápsula ao dia, em jejum, até o desaparecimento dos sintomas, por um período mínimo de 10 dias. Nos casos que requeiram terapia antibiótica, BRONCHO-VAXOM deve ser administrado em conjunto ao antibiótico, desde o início do tratamento. Tratamento de prevenção de recidivas: Uma cápsula ao dia, durante 10 dias consecutivos, por 3 meses seguidos. Crianças (cápsulas de 3,5 mg): Empregar o mesmo esquema posológico utilizado para os adultos. As cápsulas pediátricas contêm a metade da dose preconizada para adultos. Caso a criança apresente dificuldade para deglutir a cápsula, o conteúdo pode ser disperso em uma pequena quantidade de líquido, tal como suco de frutas ou leite. BRONCHO-VAXOM deve ser ingerido em jejum.

Reações adversas

BRONCHO-VAXOM é geralmente bem tolerado. Relatos provenientes dos estudos clínicos indicam uma incidência de efeitos adversos de 3% a 4%, os quais são, na maior parte, considerados de pouca importância, como distúrbios gastrointestinais ocasionais (náuseas e diarréia), reações cutâneas (exantema e urticária), distúrbios respiratórios (reações asmatiformes), febre ou fadiga.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa