Publicidade

Publicidade

Publicidade

APROZIDE

Laboratório

Sanofi Synthélabo Ltda.

Principio ativo

IRBESARTANO (Assoc.)

Classe

Anti-hipertensivos

Composição

Cada comprimido contém:-------APROZIDE® 150MG--------- APROZIDE® 300MG irbesartana...........................................150 mg...................................300 mg hidroclorotiazida..................................12,5mg.....................................12,5mg excipientes q.s.p.................................1 comp....................................... comp. (lactose monoidratada, celulose microcristalina, amido de milho pré-gelatinizado, croscarmelose sódica, óxido de ferro vermelho, óxido de ferro amarelo, dióxido de silício, estearato de magnésio).

Apresentação

APROZIDE® 150MG - cartucho contendo 14 e 28 comprimidos APROZIDE® 300MG - cartucho contendo 14 e 28 comprimidos

Indicações

APROZIDE® é indicado para o tratamento da hipertensão. Pode ser usado isoladamente ou em associação com outros medicamentos anti-hipertensivos (por exemplo, bloqueadores beta-adrenérgicos, bloqueadores dos canais de cálcio de ação prolongada).

Contra indicações

Alergia ou hipersensibilidade a qualquer componente do produto e a compostos derivados da sulfonamida. Em geral, reações de hipersensibilidade ocorrem com maior probabilidade em pacientes com história de alergia ou asma brônquica. APROZIDE® está contra-indicado em pacientes com anúria.

Posologia

APROZIDE® 300 mg (300 mg de irbesartana e 12,5 mg de hidroclorotiazida) pode ser administrado em dose única diária a paciente cuja pressão arterial não é adequadamente controlada por monoterapia com 300mg de irbesartana. A administração pode ser feita concomitante ou não com alimentos. APROZIDE® 150 mg (150 mg de irbesartana e 12,5 mg de hidroclorotiazida) pode ser administrado a pacientes que não estiverem respondendo adequadamente ao uso isolado de hidroclorotiazida ou de 150 mg de irbesartana. Os pacientes que não se beneficiarem com APROZIDE® 150 mg podem passar ao APROZIDE® 300 mg. Doses maiores que 300 mg de irbesartana/25 mg de hidroclorotiazida não são recomendadas. Caso a pressão arterial não seja adequadamente controlada com APROZIDE®, pode-se associar outro medicamento anti-hipertensivo (p.ex. bloqueador beta-adrenérgico, bloqueador do canal de cálcio com ação prolongada). Pacientes com depleção de volume intravascular: em pacientes com depleção acentuada de volume e/ou sódio, tais como aqueles tratados com doses altas de diuréticos, deve-se corrigir essas condições antes de administrar o APROZIDE®. Pacientes idosos e pacientes com comprometimento renal ou hepático: geralmente não é necessária redução da posologia em idosos ou em pacientes com disfunção renal leve a moderada (depuração de creatinina > 30 ml/min). Entretanto, considerando a presença de hidroclorotiazida, não se recomenda o uso de APROZIDE® em pacientes com insuficiência renal grave (depuração de creatinina  30ml/min). Habitualmente não há necessidade de reduzir a dose em caso de comprometimento hepático leve ou moderado. Contudo, devido à presença de hidroclorotiazida, recomenda-se cautela no uso de APROZIDE® em pacientes com insuficiência hepática grave (Ver Precauções). Geralmente não é necessária a redução da posologia em pacientes com insuficiência hepática moderada. Devido à hidroclorotiazida, APROZIDE® deve ser utilizado com precaução em pacientes com insuficiência hepática severa. (ver itens Precauções - Comprometimento da função hepática e renal)

Reações adversas

Informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis com o uso de APROZIDE®, em especial sintomas como náuseas, vômitos, diarréia, dispepsia (azia), tontura, disfunção sexual, alteração da libido, dor de cabeça, edema (inchaço), dor no peito, fadiga, dor muscular, distúrbios na micção, rubor, suor nas extremidades, taquicardia, fraqueza, racha e boca seca. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

Interações medicamentosas

Podem ocorrer sintomas de queda de pressão em pacientes sob restrição de sódio e diminuição do volume de sangue. Esta condição deve ser corrigida antes de iniciar a terapia com APROZIDE®. Podem ocorrer alterações da função renal em pacientes suscetíveis. Informe seu médico ao fazer uso de qualquer medicamento antes ou durante o tratamento. APROZIDE® não é recomendado para pacientes com insuficiência renal grave, ou com lúpus eritematoso sistêmico. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa