Publicidade

Publicidade

Publicidade

LUTAMIDAL

Laboratório

Zodiac Produtos Farmacêuticos S/A.

Principio ativo

BICALUTAMIDA

Classe

Neoplasias (quimioterapia)

Composição

Cada comprimido revestido contém: Bicalutamida 50 mg. Excipientes q.s.p. 1 comprimido revestido. Excipientes: Lactose, glicolato amídico de sódio, povidona, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose, polietilenoglicol 300, dióxido de titânio CI-77.891, água destilada.

Apresentação

50 mg. Embalagem com 28 comprimidos revestidos.

Indicações

Tratamento dos estágios avançados do câncer de próstata em associação com análogos da LHRH ou orquiectomia.

Contra indicações

Bicalutamida está contra-indicada a mulheres e crianças e a pacientes com já conhecidas reações de hipersensibilidade à droga.

Posologia

Homens adultos, incluindo idosos: Um comprimido de 50 mg, uma vez ao dia. O tratamento com bicalutamida deverá começar concomitantemente com um análogo LHRH ou orquiectomia. A bicalutamida é contra-indicada a crianças.

Reações adversas

A bicalutamida é normalmente bem tolerada. Suas ações farmacológicas podem produzir aumento de certos efeitos, tais como dispnéia, prurido, tumefação mamária e ginecomastia, que pode ser reduzida por orquiectomia concomitante. A bicalutamida também pode ser associada a diarréias, náuseas, vômitos, astenia e pele seca. Em ensaios clínicos foram observadas alterações hepáticas (níveis elevados de transaminases, icterícia). Essas alterações foram normalmente transitórias, mas é recomendável monitoração periódica das provas de função hepática. As seguintes reações foram relatadas, em freqüência igual ou superior a 1%, quando a bicalutamida foi administrada após um análogo LHRH: Gastrintestinais: Anorexia, secura da boca, dispepsia, constipação e flatulência. Sistema nervoso central: Inquietação, insônia, sonolência e diminuição da libido. Sistema respiratório: Dispnéia. Urogenitais: Impotência, noctúria. Hematológicas: Anemia. Dermatológicas: Alopecia, erupções cutâneas, inflamação e hirsutismo. Metabólicas: Diabetes mellitus, hiperglicemia, edemas periféricos, aumento de peso e perda de peso. Gerais: Dores abdominal, torácica, de cabeça e pélvica, e calafrios.

Interações medicamentosas

A bicalutamida é altamente metabolizada no fígado. Dados sugerem que sua eliminação pode ser mais lenta em pacientes com insuficiência hepática severa que, por sua vez, pode conduzir à acumulação de bicalutamida. Deste modo, deverá ser utilizada com cautela em pacientes com problemas hepáticos moderados ou severos.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa