Publicidade

Publicidade

Publicidade

FRANOL

Laboratório

Sanofi Synthélabo Ltda

Principio ativo

SULFATO DE EFEDRINA, TEOFILINA

Classe

Broncodilatadores e antiasmáticos

Composição

Cada comprimido contém: teofilina........................120mg sulfato de efedrina....15mg excipientes q.s.p.......1 comprimido (talco, ácido esteárico, estearato de magnésio, amido de milho)

Apresentação

Comprimidos. Cartucho contendo 100 comprimidos.

Indicações

FRANOL está indicado para uso, tanto supressivo quanto terapêutico, como broncodilatador na asma brônquica e no broncoespasmo reversível que pode ocorrer na bronquite e no enfisema (doença pulmonar obstrutiva crônica).

Contra indicações

FRANOL está contra-indicado nos pacientes sensíveis aos componentes da fórmula. FRANOL não deve ser administrado aos pacientes com angina instável, arritmia cardíaca, hipertensão severa, doença arterial coronariana severa, porfiria, hipertireoidismo, nem àqueles pacientes que fazem uso de xantinas. FRANOL não deve ser usado durante a gestação e aleitamento.

Posologia

Adultos - a dose varia com a necessidade de cada paciente devendo ser ajustada caso a caso. A dose usual para adultos é de 3 comprimidos diários. Para pacientes que sofram de crises noturnas, é recomendado um comprimido a mais, ao deitar. A dose deve ser ajustada para os pacientes idosos. Caso sejam necessários mais de 4 comprimidos ao dia, os níveis plásticos de teofilina devem ser monitorados para assegurar que sejam mantidos abaixo de 20 mcg/ml. Crianças – metade ou a terça parte da dose para adulto, ou outra posologia a critério médico.

Reações adversas

Reações adversas com FRANOL são leves, não necessitando de tratamento. Doses excessivas podem causar arritmia, taquicardia, palpitação, rubor, vertigem, dor de cabeça, tremor, ansiedade, agitação, insônia, fraqueza, náusea, vômito, dispepsia, sede, aumento da sudorese e dificuldade de micção. Alguns pacientes podem apresentar um ou mais destes sintomas mesmo com a dose terapêutica.

Interações medicamentosas

FRANOL deve ser evitado ou usado com especial cuidado nos pacientes com feocromocitoma, hipertireoidismo, agitação, glaucoma de ângulo fechado, hipertrofia prostática e úlcera péptica, assim como nos pacientes que tenham tomado inibidores de MAO nos últimos 14 dias. Cuidado especial é também necessário nos idosos (acima de 65 anos de idade), assim como naqueles pacientes portadores de disfunções hepática, renal ou cardíaca, uma vez que o “clearance” da teofilina ou da adrenalina pode estar reduzido nestes grupos. O “clearance” da teofilina pode aumentar nos fumantes habituais e diminuir nos pacientes com infecções respiratórias ou naqueles que estejam recebendo dietas hipercalórica ou hipoprotéica. A dose de FRANOL poderá necessitar de ajuste nestes grupos. Gravidez e lactação: não foram realizados estudos teratogênicos em animais nem com a teofilina, nem com a efedrina. A segurança destas duas drogas, que passam pela barreira placentária, não foi estabelecida na gestação humana. Teofilina e efedrina passam para o leite materno; por esta razão o FRANOL não deve ser administrado a mulheres que estejam amamentando.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa