Publicidade

Publicidade

Publicidade

LISTRIL

Laboratório

Torrent do Brasil Ltda.

Principio ativo

LISINOPRIL

Classe

Anti-hipertensivos

Composição

Cada comprimido de 5 mg contém: Lisinopril 5 mg. Excipientes: Manitol, amido de milho, fosfato dibásico de sódio anidro, estearato de magnésio e água purificada. Cada comprimido de 10 mg contém: Lisinopril 10 mg. Excipientes: Manitol, amido de milho, fosfato dibásico de sódio anidro, estearato de magnésio e água purificada.

Apresentação

Indicações

Tratamento da hipertensão essencial e renovascular. Controle da insuficiência cardíaca congestiva, como tratamento adjuvante com diuréticos não-poupadores de potássio e, quando apropriado, digitálicos. Tratamento de pacientes hemodinamicamente estáveis que sofreram infarto agudo do miocárdio nas últimas 24 horas, para prevenir desenvolvimento subseqüente de disfunção do ventrículo esquerdo ou insuficiência cardíaca, além de melhorar a sobrevida.

Contra indicações

Hipersensibilidade a quaisquer de seus componentes, história de edema angioneurótico relacionado ao tratamento prévio com inibidor da ECA e edema angioneurótico hereditário ou idiopático.

Posologia

Hipertensão essencial: Dose inicial de 10 mg, uma vez ao dia. A dose usual de manutenção é de 20 mg, uma vez ao dia. A dose máxima recomendada é de 40 mg/dia. A dose máxima usada por longo prazo em estudos clínicos controlados foi de 80 mg por dia. Doses iniciais menores são necessárias na presença de comprometimento da função renal, em pacientes nos quais a terapêutica diurética não possa ser descontinuada, em pacientes depletados de volume e/ou sal e em pacientes com hipertensão renovascular.

Reações adversas

Geralmente bem tolerado. Na maioria dos casos, as reações adversas foram leves e transitórias. Os efeitos clínicos adversos mais freqüentes observados com LISTRIL em estudos clínicos controlados foram: tonturas, cefaléia, diarréia, fadiga, tosse e náuseas. Outras reações adversas menos freqüentes ocorreram em estudos clínicos controlados e incluem efeitos ortostáticos, inclusive hipotensão, erupções cutâneas e astenia. Hipersensibilidade/edema angioneurótico: Edema angioneurótico de face, extremidades, lábios, língua, glote e/ou laringe têm sido raramente relatados. Raramente ocorreram as seguintes reações adversas, registradas durante os estudos clínicos controlados e após a comercialização: Cardiovasculares: Infarto do miocárdio ou acidente cerebrovascular possivelmente secundário à hipotensão excessiva em pacientes de alto risco, palpitação e taquicardia. Digestivas: Dor abdominal e indigestão, boca seca, pancreatite, hepatite (hepatocelular ou colestática), icterícia e vômito. Sistema nervoso central (SNC): Alterações no humor, confusão mental, parestesia, vertigo, distúrbios de sono e paladar. Respiratórias: Broncoespasmo, rinite e sinusite. Dermatológicas: Urticária, diaforese, alopecia, prurido, psoríase, pênfigo, necrólise epidérmica tóxica, síndrome de Stevens-Johnson e eritema multiforme. Urogenitais: Uremia, oligúria/anúria, disfunção renal, insuficiência renal aguda, impotência. Outras: Febre, vasculite, mialgia, artralgia/artrite, anticorpos antinucleares (ANA) positivo, velocidade de sedimentação dos eritrócitos elevada, eosinofilia, leucocitose, erupções cutâneas, fotossensibilidade ou quaisquer outras manifestações dermatológicas.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa