Publicidade

Publicidade

Publicidade

SUPERAN

Laboratório

SANOFI-SYNTHELABO Ltda.

Principio ativo

ALIZAPRIDA, CLORIDRATO

Classe

Antieméticos

Composição

Alizaprida 50 mg/comprimido. Alizaprida 50 mg/ampola (2 ml). Alizaprida 12 mg/ml (21 gotas), o que corresponde a 0,57 mg de alizaprida por gota.

Apresentação

Comprimidos: Caixa com 20 comprimidos. Solução injetável: Caixa com 6 ampolas de 2 ml. Solução oral (gotas pediátricas): Frasco conta-gotas com 30 ml.

Indicações

Antiemético e antinauseoso; eletivamente durante terapia antineoplásica.

Contra indicações

O produto é contra-indicado em pacientes que tenham apresentado anteriormente quadro de discinesia tardia com o uso de neurolépticos. Contra-indicado aos pacientes hipersensíveis às benzamidas substituídas.

Posologia

Adultos: Comprimidos: 2 a 4 comprimidos ao dia. Solução injetável: 2 a 4 ampolas ao dia, por via IM ou IV. Crianças: Comprimidos (para crianças maiores de 6 anos): 1/2 comprimido, três vezes ao dia. Solução injetável: Começar com 1/2 ampola por via IM ou IV, prosseguindo com a forma gotas assim que possível. Gotas pediátricas: 4 a 11 gotas por kg de peso ao dia, divididas em 3 tomadas e diluídas em água.

Reações adversas

O uso da alizaprida pode provocar sonolência e, muito raramente, vertigens, cefaléia, insônia e diarréia. A título excepcional, podem ocorrer sintomas extrapiramidais como espasmos faciais, movimentos involuntários e torcicolo, particularmente em crianças (em geral, estas reações cedem espontânea e completamente com a suspensão do tratamento); hipotensão ortostática com a utilização de doses elevadas; efeitos endócrinos como amenorréia, galactorréia, ginecomastia e hiperprolactinemia; discinesias tardias, ao longo de tratamentos prolongados.

Interações medicamentosas

Em razão da eliminação urinária do produto, deve-se diminuir a posologia e promover tratamentos descontinuados em presença de insuficiência renal grave. A duração dos tratamentos não deve ultrapassar uma semana. É aconselhável evitar o uso da alizaprida durante a gestação. Devido à ausência de dados sobre a excreção da alizaprida pelo leite materno, o emprego de SUPERAN também não é recomendado durante a lactação.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa