Publicidade

Publicidade

Publicidade

SOLAQUIN

Laboratório

ICN Farmacêutica Ltda.

Principio ativo

HIDROQUINONA

Classe

Proteção da pele e mucosas

Composição

Cada g de creme contém: Hidroquinona 40 mg. Excipientes: Padimato O, Oxibenzona, Octilmetoxicinamato, álcool estearílico, monoestearato de glicerila, estearato de polioxila, monoestearato de sorbitol, propilenoglicol, metilparabeno, propilparabeno, bissulfito de sódio, EDTA dissódico, silicato de magnésio e alumínio, água purificada.

Apresentação

Creme a 4%: Caixa com 1 bisnaga de 30 g.

Indicações

SOLAQUIN® Creme é indicado no clareamento gradual de manchas, como melasmas, sardas, lentigos senis e outras condições em que ocorre hiperpigmentação por produção excessiva de melanina.

Contra indicações

SOLAQUIN® Creme é contra-indicado a pacientes hipersensíveis à hidroquinona e aos filtros solares presentes na formulação.

Posologia

Aplicar uma fina camada de SOLAQUIN® Creme na área a ser tratada, duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite ou a critério médico. O produto deve ser utilizado até a despigmentação adequada da pele, devendo ser aplicado por mais alguns dias como dose de manutenção. Caso não seja observada a despigmentação esperada após dois meses de aplicação do produto, o tratamento deve ser descontinuado e o médico notificado.

Reações adversas

A hidroquinona pode causar reações, como eritema, sensação leve de queimação e hipersensibilidade ocasional, como dermatite de contato localizada. Outras reações menos freqüentes como ocronose e manchas marrons reversíveis nas unhas também estão relacionadas ao uso de hidroquinona. Pode ocorrer hiperpigmentação, especialmente em áreas da pele expostas ao sol, se o produto for utilizado por um longo período. Não foram relatadas reações adversas sistêmicas advindas do uso de hidroquinona tópica.

Interações medicamentosas

A segurança do produto em gestantes e mulheres em fase de amamentação ainda não foi estabelecida e, portanto, a relação risco-benefício deve ser avaliada para o uso do produto nestas condições. Em crianças menores de 12 anos a segurança e a eficácia do uso da hidroquinona não foram determinadas. SOLAQUIN® Creme não deve ser utilizado em grandes áreas do corpo. O produto não deve entrar em contato com os olhos. Se o produto entrar em contato com os lábios pode ocorrer um efeito anestésico e uma sensação amarga. SOLAQUIN® Creme não deve ser usado na pele irritada e na presença de queimaduras solares. SOLAQUIN® Creme não deve ser utilizado como protetor solar ou para clareamento de cílios e supercílios. Após o clareamento da pele, deve-se evitar exposição das áreas tratadas ao sol com a aplicação de protetores ou bloqueadores solares ou pelo uso de roupas protetoras, a fim de prevenir a repigmentação. Para avaliar a hipersensibilidade do paciente ao produto sugere-se aplicá-lo inicialmente em uma pequena parte de pele íntegra, na área que apresenta as manchas ou próximo a ela, por 24 horas. O aparecimento de leve vermelhidão não é necessariamente uma contra-indicação, mas o tratamento deve ser suspenso se ocorrerem reações como prurido, inflamação excessiva ou formação de vesículas (bolhas).
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa