Publicidade

Publicidade

Publicidade

NAPRIX D

Laboratório

Libbs Farmacêutica Ltda.

Principio ativo

RAMIPRIL (Assoc.)

Classe

Anti-hipertensivos

Composição

Cada comprimido de NAPRIX D 5/25,0 contém: Ramipril 5 mg; Hidroclorotiazida 25 mg. Excipientes: Lactose, amido, celulose microcristalina, óxido de ferro, carmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio e polividona, q.s.p. 1 comprimido. Cartucho contendo 2 blisters com 15 comprimidos sulcados cada. Cada comprimido de NAPRIX D 5/12,5 contém: Ramipril 5 mg; Hidroclorotiazida 12,5 mg. Excipientes: Lactose, amido, celulose microcristalina, óxido de ferro, carmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio e polividona, q.s.p. 1 comprimido. Cartucho contendo 2 blisters com 15 comprimidos sulcados cada.

Apresentação

Indicações

Hipertensão arterial.

Contra indicações

NAPRIX D ramipril/hidroclorotiazida não deve ser utilizado em casos de: hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula, pacientes com angioedema hereditário ou idiopático, pacientes com histórico de angioedema, pacientes com doenças auto-imunes como lúpus eritematoso e escleroderma, depressão da medula óssea, insuficiência cerebrovascular, insuficiência coronária, diabetes mellitus, hipercalemia, estenose da artéria renal, transplante renal, insuficiência renal, insuficiência hepática severa, gravidez e lactação.

Posologia

Para ambas as apresentações recomenda-se o tratamento com 1/2 comprimido por dia. Caso necessário pode-se ajustar a dose a intervalos de 2 semanas, até, no máximo, 2 comprimidos ao dia. Os pacientes que estiverem tomando outros diuréticos deverão descontinuá-los 2 ou 3 dias antes de iniciar o tratamento com NAPRIX D ramipril/hidroclorotiazida. Caso seja possível, o médico prescreverá um esquema com a redução gradual do diurético. Pacientes com insuficiência renal deverão iniciar com 1/2 comprimido ao dia e, se necessário, aumentar até no máximo 1 comprimido ao dia. NAPRIX D ramipril/hidroclorotiazida deve ser administrado com o suficiente de água antes, durante ou após as refeições.

Reações adversas

Caso ocorra alguma das reações seguintes, comunique ao seu médico: hipotensão, fadiga, tontura e fraqueza; podem ocorrer particularmente no início do tratamento ou em pacientes com depleção de líquidos ou sódio.Também ocorrem taquicardia, náuseas, sudorese, cefaléia e sonolência como conseqüência de uma redução excessiva da pressão. Pacientes com estenose de vasos sangüíneos, com hipertensão maligna, com insuficiência cardíaca severa, desidratados, ou que tiveram tratamento prévio com diuréticos são mais propensos a redução indesejável da pressão sangüínea, com probabilidade de evoluir para choque circulatório. Nesses casos o tratamento poderá ser reiniciado após a correção da hidratação e o restabelecimento da pressão. Raramente pode ocorrer angioedema das extremidades, face, lábios, língua, glote e laringe. Neste caso o tratamento deve ser imediatamente interrompido e o médico deve ser comunicado. Ocorrem raramente hipercalemia e dor torácica. Existem relatos de neutropenia e agranulocitose, depressão da medula óssea, pancitopenia e anemia hemolítica. Tosse seca pode aparecer geralmente na primeira semana da terapia, de forma intermitente ou eventual, e desaparece poucos dias após a suspensão do tratamento. Podem ocorrer também diarréia, náuseas e disgeusia. Também foram relatadas reações como: desequilíbrio eletrolítico, hipocalemia, pancreatite, insuficiência hepática, febre e diminuição da libido. Se forem observadas reações adversas o médico deve ser informado imediatamente.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa