Publicidade

Publicidade

Publicidade

INIBINA

Laboratório

Apsen Farmacêutica S/A

Principio ativo

ISOXSUPRINA, CLORIDRATO

Classe

Composição

INIBINA Comprimidos e Solução injetável: Caixa com 20 comprimidos de 10 mg de cloridrato de isoxsuprina e caixas com 5 e 25 ampolas de 2 ml com 10 mg/2 ml de cloridrato de isoxsuprina.

Apresentação

Indicações

Como relaxante uterino: Ameaça de aborto, ameaça de parto prematuro.

Contra indicações

O uso da isoxsuprina é contra-indicado em presença de hemorragia arterial recente, angina de peito severa, insuficiência cardíaca congestiva, tireotoxicose, anemia severa, descolamento prematuro da placenta, ou imediatamente após parto. A administração parenteral deve ser evitada em pacientes portadores de hipotensão ou taquicardia. Não deve ser utilizado na manutenção de parto prematuro quando houver: problemas cardíacos (associados a arritmias), hipertireoidismo, corioamnionites (devido à infecção uterina), hemorragia, morte fetal intra-uterina, eclâmpsia, hipertensão pulmonar, diabetes mellitus e hipertensão.

Posologia

Como relaxante uterino: Ameaça de aborto e parto prematuro: Tratamento inicial: Infusão endovenosa com 10 ampolas diluídas em 500 ml de soro glicosado a 5%, iniciando com 20 a 30 gotas por minuto; aumentar gradativamente até 50 gotas/min, até cessarem as contrações uterinas. Quando a via endovenosa não for recomendada, iniciar com 1 a 2 ampolas intramuscular, prosseguindo com 1 ampola a cada meia hora. Tratamento de manutenção: Injetável: Cessadas as contrações uterinas, aplicar inicialmente 1 ampola a cada 4 horas e posteriormente a cada 6 horas, durante 4 a 8 dias ou, se necessário, por 6 semanas. Comprimidos: Após 48 horas do término das contrações uterinas, administrar 1 comprimido 4 vezes ao dia durante duas semanas.

Reações adversas

Foram relatados mais freqüentemente com uso parenteral, tontura, fraqueza, taquicardia, hipotensão, náuseas e vômitos. Muito raramente podem ocorrer dores torácicas, diminuição da respiração, eritemas, exantemas graves e dores abdominais.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa