Publicidade

Publicidade

Publicidade

H.BACTER

Laboratório

Cifarma Científica Farmacêutica Ltda.

Principio ativo

LANSOPRAZOL

Classe

Dispepsia

Composição

Cada cápsula de lansoprazol contém: Lansoprazol 30 mg. Excipientes (amido, açúcar, talco, shellac) q.s.p. 1 cápsula. Cada comprimido revestido de claritromicina contém: Claritromicina 500 mg. Excipientes (croscarmelose sódica, polivinilpirrolidona, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, álcool etílico, dióxido de titânio, manitol, laurilsulfato sódico) q.s.p. 1 comprimido. Cada cápsula de amoxicilina contém: Amoxicilina (na forma triidratada) 500 mg. Excipientes (celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio) q.s.p. 1 cápsula.

Apresentação

H.BACTER: Cartela com 2 cápsulas com microgrânulos de liberação retardada de lansoprazol 30 mg, 2 comprimidos revestidos de claritromicina 500 mg e 4 cápsulas de amoxicilina 500 mg. Embalagens com 7, 10 ou 14 cartelas.

Indicações

Erradicação do Helicobacter pylori para redução dos riscos de recorrência de úlcera péptica (gástrica ou duodenal). Os componentes de H.BACTER (lansoprazol, claritromicina e amoxicilina) estão indicados para o tratamento dos pacientes com infecção por Helicobacter pylori e úlcera péptica (ativa ou com história de úlcera péptica há um ano).

Contra indicações

Lansoprazol: Hipersensibilidade. Claritromicina: Hipersensibilidade à claritromicina, eritromicina e a outros macrolídeos. É ainda contra-indicada para pacientes com distúrbios eletrolíticos, com problemas cardíacos e naqueles que recebem terapia com terfenadina. Amoxicilina: Hipersensibilidade às penicilinas.

Posologia

O esquema terapêutico recomendado para a indicação a que o produto se propõe é de 1 cápsula de lansoprazol 30 mg, 1 comprimido revestido de claritromicina 500 mg e 2 cápsulas de amoxicilina 500 mg, ingeridos a cada 12 horas, ou seja, pela manhã e à noite, em jejum, durante 7, 10 e 14 dias.

Reações adversas

Lansoprazol: As reações adversas mais freqüentes relatadas em estudos em curto prazo (até 8 semanas de duração) e consideradas possíveis ou prováveis de estarem relacionadas com o uso de lansoprazol, foram: diarréia, cefaléia, tontura, náuseas e constipação. Claritromicina: A maioria dos efeitos colaterais observados em triagem clínica foram brandos e de natureza transitória. As reações adversas mais freqüentes relatadas foram algumas perturbações gastrintestinais, como náuseas, dispepsia (indigestão ou indisposição estomacal), dor abdominal, vômito e diarréia. Amoxicilina: Como ocorre com outras drogas da mesma classe, espera-se que as reações desagradáveis estejam essencialmente limitadas a fenômenos de hipersensibilidade, tais como: rash eritematoso e urticárias, que podem ser controladas com anti-histamínicos e, se necessário, corticosteróides sistêmicos.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa