Publicidade

Publicidade

Publicidade

BACTRIM

Laboratório

Produtos ROCHE Químicos e Farmacêuticos S/A

Principio ativo

TRIMETOPRIMA/SULFAMETOXAZOL

Classe

Antimicrobianos

Composição

Bactrim® Comprimido -> Trimetoprima (80 mg) -> Sulfametoxazol (400 mg) // Bactrim® F Comprimido -> Trimetoprima (160 mg) -> Sulfametoxazol (800 mg) // Bactrim® Suspensão pediátrica (5 ml) ->Trimetoprima (40 mg) -> Sulfametoxazol (200 mg) // Bactrim® F Suspensão (5 ml) -> Trimetoprima 80 mg -> Sulfametoxazol 400 mg

Apresentação

Comprimido: Caixas com 20. Comprimido F: Caixas com 4 e 10. Suspensão: Frascos com 50 e 100 ml. Suspensão F: Frascos com 100 ml.

Indicações

Tratamento das infecções causadas por germes sensíveis à associação trimetoprima-sulfametoxazol, tais como: infecções do trato respiratório altas e baixas; infecções do trato urinário e renais; infecções genitais em ambos os sexos; infecções gastrintestinais; infecções da pele e tecidos moles e outras infecções bacterianas.

Contra indicações

Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) está contra-indicado nos casos de lesões graves do parênquima hepático e em pacientes com insuficiência renal grave. Da mesma forma, Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) está contra-indicado aos pacientes com história de hipersensibilidade à sulfonamida ou à trimetoprima. Não deve ser administrado a prematuros ou recém-nascidos durante as primeiras 6 semanas de vida.

Posologia

As doses devem ser administradas pela manhã e à noite, de preferência após uma refeição e com suficiente quantidade de líquido. Adultos e crianças acima de 12 anos: Dose habitual: 2 comprimidos de Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) ou 1 comprimido de Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) F ou 20 ml da suspensão a cada 12 horas ou 10 ml da suspensão F a cada 12 horas. Crianças abaixo de 12 anos: 6 semanas a 5 meses: 2,5 ml da suspensão pediátrica a cada 12 horas. 6 meses a 5 anos: 5 ml da suspensão pediátrica a cada 12 horas ou 2,5 ml da suspensão F a cada 12 horas. 6 a 12 anos: 10 ml da suspensão pediátrica a cada 12 horas ou 5 ml da suspensão F a cada 12 horas.

Reações adversas

Os seguintes efeitos adversos têm sido descritos (em ordem de freqüência): Efeitos colaterais gastrintestinais: náusea, estomatite, diarréia, raros casos de hepatite e casos isolados de enterocolite pseudomembranosa. 'Rashes' cutâneos induzidos por Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima): São geralmente leves e rapidamente reversíveis após suspensão da medicação. Existe uma incidência bastante elevada de efeitos adversos, particularmente rash, febre, leucopenia e valores elevados de transaminase em pacientes portadores de Aids sob uso de Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) para o tratamento de pneumonia por Pneumocystis carinii, quando comparada com a incidência normalmente associada com o uso de Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) em pacientes não-aidéticos.

Interações medicamentosas

Êxito letal, embora raro, tem sido descrito relacionado com reações graves, tais como: discrasias sangüíneas, eritema exsudativo multiforme (síndrome de Stevens-Johnson), necrólise epidérmica tóxica (síndrome de Lyell) e necrose hepática fulminante. Devido à possibilidade de hemólise, Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) não deve ser administrado a pacientes portadores de deficiência de G6PD (desidrogenase de glicose-6-fosfato), a não ser em casos de absoluta necessidade e em doses mínimas. O tratamento deve ser descontinuado imediatamente ao primeiro sinal de rash cutâneo ou qualquer outra reação adversa séria. Deve ser administrado com cautela a pacientes com história de alergia severa ou asma brônquica. Nos pacientes idosos ou em pacientes com história de deficiência de ácido fólico ou insuficiência renal, podem ocorrer alterações hematológicas indicativas de deficiência de ácido fólico. Estas alterações são reversíveis administrando-se ácido folínico. Pacientes em uso prolongado de Bactrim® (Sulfametoxazol + Trimetoprima) (em particular, pacientes com insuficiência renal) devem fazer exame de urina e avaliação da função renal regularmente. Como com todas as drogas contendo sulfonamidas, recomenda-se cuidado em pacientes com porfiria ou disfunção tireoidiana.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa