Publicidade

Publicidade

Publicidade

GINKOBA

Laboratório

Química e Farmacêutica Nikkho do Brasil Ltda.

Principio ativo

GINKGO BILOBA

Classe

Composição

Cada comprimido revestido de 40 mg contém: Extrato seco de Ginkgo biloba 40 mg(*); Excipiente q.s.p. 1 comprimido. (*) Padronizado com 9,6 mg (24%) de glicosídeos ginkgoflavonóides e 2,4 mg (6%) de terpenolactonas (bilobalídeos e ginkgolídeos). Cada comprimido revestido de 80 mg contém: Extrato seco de Ginkgo biloba 80 mg(**); Excipiente q.s.p. 1 comprimido. (**) Padronizado com 19,2 mg (24%) de glicosídeos ginkgoflavonóides e 4,8 mg (6%) de terpenolactonas (bilobalídeos e ginkgolídeos). Excipientes: Fosfato de cálcio, amido de milho, estearato de magnésio, polivinilpirrolidona, metilparabeno, eudragit, carbowax 4000, etilcelulose, silicato de magnésio, e corantes dióxido de titânio e sicovit 10. Nomenclatura botânica, família e parte utilizada da planta: Ginkgo biloba L., Ginkgoaceae, folha.

Apresentação

Comprimido revestido: Embalagem contendo 30 comprimidos revestidos.

Indicações

GINKOBA® está indicado como facilitador do fluxo sangüíneo arterial, cerebral e periférico; protetor da integridade estrutural das membranas celulares contra ataques de radicais livres; protetor da rede capilar, aumentando sua resistência e diminuindo sua hiperpermeabilidade; redutor da hiperagregabilidade de plaquetas e eritrócitos; ativador do metabolismo neuronal.

Contra indicações

GINKOBA® está contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Não deve ser utilizado em crianças abaixo de 12 anos de idade.

Posologia

GINKOBA® 40 mg: 1 comprimido, três a quatro vezes ao dia, antes das principais refeições, a critério médico. GINKOBA® 80 mg: 1 comprimido, duas a três vezes ao dia, antes das principais refeições, a critério médico. Obs.: Recomenda-se uma administração, em média, de 120 a 240 mg, por dia.

Reações adversas

Raramente, podem ocorrer distúrbios gastrintestinais, cefaléia e reações cutâneas.

Interações medicamentosas

Estudos em animais não demonstraram qualquer efeito deletério (natimortalidade e mutagenicidade) do extrato de Ginkgo biloba sobre a gestação. Entretanto, a utilização de GINKOBA® durante a gestação deve obedecer aos critérios de riscos/benefícios. A excreção de Ginkgo biloba pelo leite materno é desconhecida. Portanto, sua administração, no período de lactação, deve merecer controle clínico.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa