Publicidade

Publicidade

Publicidade

ENALABAL

Laboratório

Laboratórios BALDACCI S/A

Principio ativo

ENALAPRIL, MALEATO

Classe

Anti-hipertensivos

Composição

Cada comprimido de 5 mg contém: Maleato de enalapril 5 mg. Cada comprimido de 10 mg contém: Maleato de enalapril 10 mg. Cada comprimido de 20 mg contém: Maleato de enalapril 20 mg.

Apresentação

5 mg: Caixa contendo 30 comprimidos amarelos em blister. 10 mg: Caixa contendo 30 comprimidos vermelhos em blister. 20 mg: Caixa contendo 30 comprimidos brancos em blister.

Indicações

ENALABAL é indicado no tratamento da hipertensão arterial essencial, em todos os graus, da hipertensão renovascular e em todos os graus de insuficiência cardíaca. Em pacientes com insuficiência cardíaca sintomática, ENALABAL também é indicado para aumentar a sobrevida, retardar a progressão da insuficiência cardíaca e reduzir a hospitalização por insuficiência cardíaca. Em portadores de insuficiência cardíaca sintomática ou assintomática, ENALABAL está indicado para promover o aumento da sobrevida, evitar a progressão da doença e reduzir o índice de hospitalização por ela induzida. É indicado também para reduzir a incidência de infarto do miocárdio e a hospitalização por angina instável.

Contra indicações

ENALABAL é contra-indicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente deste produto, e para pacientes com história de edema angioneurótico relacionado a tratamento prévio com inibidores da ECA.

Posologia

A absorção dos comprimidos de ENALABAL não é afetada pela ingestão de alimentos, podendo ser administrados antes, durante ou após as refeições. Na hipertensão essencial a dose inicial é de 10 a 20 mg, dependendo do grau de hipertensão, uma vez ao dia. Em hipertensão leve, a dose inicial é de 10 mg/dia. Para outros graus de hipertensão, a dose inicial é de 20 mg/dia. A posologia usual de manutenção é de um comprimido de 20 mg, administrados uma vez ao dia, até o máximo de 40 mg ao dia. Na hipertensão renovascular, o tratamento pode ser iniciado com 5 mg ou menos e depois ir sendo ajustado de acordo com a necessidade; a maioria responde a 1 comprimido de 20 mg/dia. Em portadores de insuficiência cardíaca sintomática ou disfunção ventricular esquerda assintomática, iniciar com 2,5 mg; na ausência de ou após o tratamento efetivo da eventual hipotensão decorrente do início do tratamento com ENALABAL, ajustar gradualmente até atingir a dose de manutenção habitual, de 20 mg, em dose única ou duas tomadas diárias, o que pode ser feito em 2 a 4 semanas ou menos, conforme a reação do paciente.

Reações adversas

Enalapril geralmente demonstrou ser bem tolerado. Na maioria dos casos mencionados, as reações adversas foram leves e transitórias e não requereram a interrupção do tratamento. Tontura e cefaléia foram os efeitos mais comumente relatados. Fadiga e astenia foram reportadas em 2%-3% dos pacientes; hipotensão ortostática, síncope, náuseas, diarréia, cãibras musculares, erupção cutânea e tosse, ocorreram em menos de 2%. Menos freqüentemente foram relatadas, disfunção renal, insuficiência renal e oligúria.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa