Publicidade

Publicidade

Publicidade

DIAMICRON MR

Laboratório

Laboratórios SERVIER do Brasil Ltda.

Principio ativo

GLICLAZIDA

Classe

Diabete

Composição

Cada comprimido de liberação modificada contém: Gliclazida 30 mg (DCB 1329.01). Excipientes (fosfato hidrogenado de cálcio, hidroxipropilmetilcelulose, estearato de magnésio, maltodextrina, sílica coloidal anidra) q.s.p. 1 comprimido.

Apresentação

Caixas contendo 15 e 30 comprimidos de liberação modificada.

Indicações

Diabetes não-insulinodependente; diabetes no obeso; diabetes no idoso; diabetes com ou sem complicações vasculares.

Contra indicações

Cetose grave; acidose; diabetes infanto-juvenil; coma e pré-coma diabético; insuficiência hepática ou renal grave; associação à forma do miconazol oral; pacientes com conhecida sensibilidade às sulfamidas; gravidez.

Posologia

A dose diária pode variar de 30 a 120 mg em uma única tomada oral. Recomenda-se a tomada do medicamento juntamente com o café da manhã. Em caso de esquecimento de uma dose, a dose do dia seguinte não deverá ser aumentada. Os estudos clínicos controlados, nos pacientes portadores de diabetes tipo 2, com a hemoglobina glicada, confirmaram a eficácia de DIAMICRON MR, em uma única tomada diária, sobre o controle glicêmico a longo prazo. Como para todos os medicamentos hipoglicemiantes, a dose deverá ser ajustada conforme a resposta individual de cada paciente. A posologia inicial recomendada de DIAMICRON MR é de 1 comprimido (30 mg) ao dia. Os ajustes posológicos, quando necessários, serão feitos em escalas de 30 mg, em função da resposta glicêmica e deverão observar um intervalo de, pelo menos, 2 semanas entre si. A dose diária não deve ultrapassar 120 mg, sempre em tomada única no café da manhã. DIAMICRON MR pode substituir o tratamento com Diamicron nas posologias que variam de 1 a 4 comprimidos, 2 coprimidos na maioria dos casos. DIAMICRON MR pode substituir um outro tratamento hipoglicemiante sem período de transição. No caso de substituição de uma sulfamida hipoglicemiante de meia-vida prolongada (p. ex.: clorpropamida), os pacientes devem ter os parâmetros glicêmicos avaliados atentamente (durante 1 a 2 semanas), para evitar o surgimento de uma hipoglicemia em função da possibilidade de sobreposição dos efeitos terapêuticos. DIAMICRON MR pode ser associado às biguanidas, aos inibidores da alfa-glucosidase, às tiazolidinedionas ou à insulina. A posologia para o idoso é a mesma que para o adulto com menos de 65 anos, considerando-se a eficácia e a segurança do uso de DIAMICRON MR no idoso, demonstrados nos estudos clínicos. Nos pacientes portadores de insuficiência renal leve ou moderada (clearance de creatinina entre 20 e 80 ml/min), a posologia será a mesma dos pacientes com função renal normal, considerando-se os parâmetros de eficácia e segurança apresentados nos estudos clínicos.

Reações adversas

Foram relatados raros casos de reações cutâneas com o uso de DIAMICRON MR, que regrediram após a interrupção do medicamento. Excepcionalmente podem ser observadas discrasias sangüíneas reversíveis. Foram relatados, de forma rara, distúrbios digestivos do tipo: náuseas, vômitos, gastralgias, diarréia e constipação. Estes efeitos são diminuídos tomando DIAMICRON MR durante as refeições. Não foram referidas, até o momento, reações tipo 'antabuse' quando DIAMICRON MR é usado concomitantemente com o álcool.

Interações medicamentosas

DIAMICRON MR é usado no diabetes adulto. Não deve ser usado durante a gravidez. DIAMICRON MR não dispensa em qualquer caso a dieta hipocalórica e/ou hipoglicídica. Os controles do diabético devem ser regularmente realizados. No caso de intervenção cirúrgica, o uso da insulina deve ser levado em conta. A ingestão conjunta com álcool pode potencializar o efeito hipoglicemiante de DIAMICRON MR. Existe o risco de DIAMICRON MR promover a hipoglicemia quando administrado sem justificativa em diabéticos controlados com dieta, em pacientes com alimentação insuficiente e nos casos de insuficiência renal e/ou hepática graves. A ação microvascular de DIAMICRON MR não exige vigilância especial, pois não é anticoagulante.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa