Publicidade

Publicidade

Publicidade

DIENPAX

Laboratório

Sanofi Synthélabo Ltda.

Principio ativo

DIAZEPAM

Classe

Sedativos e ansiolíticos

Composição

Cada comprimido de 5mg contém: diazepam.............................5mg excipientes q.s.p. ..............1 comprimido Contém: corante indigotina, lactose, amido, estearato de magnésio. Cada comprimido de 10mg contém: diazepam.............................10mg excipientes q.s.p.................1 comprimido Contém: corante tartrazina, lactose, amido, estearato de magnésio.

Apresentação

DIENPAX 5mg e 10mg: cartucho contendo 20 comprimidos

Indicações

•Tratamento sintomático da ansiedade e de suas manifestações, inclusive insônia e distúrbios psicossomáticos. •Tratamento do distúrbio do pânico. •Tratamento adjuvante dos espasmos musculares esqueléticos de origem local ou central. •Tratamento da síndrome de abstinência alcoólica. •Anticonvulsivante (é preferível a forma injetável).

Contra indicações

Pacientes com hipersensibilidade às benzodiazepinas. Pacientes com glaucoma de ângulo estreito ou com glaucoma de ângulo aberto sem tratamento. Pacientes, com dependência ao álcool ou outras drogas, exceto no tratamento da síndrome de abstinência.

Posologia

Posologia e modo de usar Para se obter o melhor efeito, a posologia deve ser individualizada. A dose média diária para adultos situa-se entre 5-20mg/dia, dividida em duas tomadas. Em casos agudos ou em situações com risco de vida ou quando a resposta após a administração oral é insuficiente, podem ser administradas doses elevadas, utilizando-se inclusive a via parenteral, se necessário. Duração do tratamento: dependendo da natureza e etiologia da afecção, o tratamento prolongado com DIENPAX pode demorar algumas semanas. Após seis semanas de tratamento nenhuma melhora adicional da ansiedade do paciente deve ser esperada. Lembrar que a terapêutica com DIENPAX não deve ser interrompida bruscamente: a posologia deve ser gradualmente reduzida. A eficácia de tratamento prolongado (mais de seis meses) com DIENPAX não tem sido comprovada por estudos clínicos sistemáticos. Posologia para pacientes idosos: iniciar com metade da dose usual para adultos e aumentar gradualmente segundo a necessidade e tolerabilidade. Em pacientes com distúrbios renais ou hepáticos deve-se estar atento à adaptação individual da posologia.

Reações adversas

Os efeitos colaterais mais comumente citados são: cansaço, sonolência e relaxamento muscular; em geral, estão relacionados com a dose administrada. Efeitos colaterais pouco freqüentes: confusão mental, amnésia anterógrada, constipação, depressão, diplopia, disartria, cefaléia, hipotensão, incontinência urinária, aumento ou diminuição da libido, náusea, secura da boca ou hipersalivação, rash cutâneo, fala enrolada, tremor, retenção urinária, tonteira e distúrbios de acomodação visual; muito raramente podem ser observados: elevação das transaminases e da fosfatase alcalina, assim como icterícia. Têm sido descritas reações paradoxais tais como: excitação aguda, ansiedade, distúrbios do sono e alucinações. Quando estes últimos ocorrem, o tratamento com DIENPAX deve ser interrompido. Com relação à dependência potencial e sintomas de abstinência, vide Precauções e Advertências. "O produto DIENPAX 10 mg, contém o corante amarelo de tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico."

Interações medicamentosas

Informe seu médico se está ou deseja engravidar e se planeja amamentar o seu bebê (DIENPAX atravessa a placenta e passa para o leite materno, podendo causar sonolência e prejudicar a sucção da criança). O DIENPAX pode modificar reações que exigem muita atenção, como dirigir veículos ou operar máquinas perigosas. Portanto, durante o tratamento com DIENPAX o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas. No caso de pessoas idosas, ou em outras situações especiais, a sensibilidade ao DIENPAX é mais intensa do que em pessoas mais jovens. É possível que seu médico tenha receitado uma dose menor e tenha solicitado que você observe como reage ao tratamento. Assegure-se de que você está seguindo estas instruções
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa