Publicidade

Publicidade

Publicidade

COLCHIS

Laboratório

Apsen Farmacêutica S/A

Principio ativo

COLCHICINA

Classe

Antiinflamatórios

Composição

Cada comprimido contém: Colchicina base 0,5 mg ou 1 mg.

Apresentação

Caixa com 20 comprimidos de 0,5 mg. Caixa com 20 comprimidos de 1 mg.

Indicações

Antiinflamatório indicado no tratamento das crises agudas de gota e na prevenção das crises agudas nos doentes crônicos (artrite gotosa aguda e crônica). A colchicoterapia pode ser indicada em casos de escleroderma, poliartrite da sarcoidose e psoríase ou febre familiar do Mediterrâneo.

Contra indicações

Nas insuficiências renais, hepáticas ou cardíacas severas e durante a gravidez.

Posologia

A colchicina deve ser administrada ao primeiro sinal de ataque agudo de gota. A dose deve ser reduzida se ocorrer debilidade muscular, náuseas, vômitos ou diarréia. O intervalo entre as doses deve ser aumentado nos pacientes crônicos cuja taxa de filtração glomerular seja menos do que 10 ml/min. Deve-se levar em consideração, ao administrar colchicina, a sua estreita margem de segurança. A quantidade total de colchicina que se necessita para controlar a dor e a inflamação durante um ataque agudo de gota, oscila habitualmente entre 4 e 10 mg. Adultos (antigotoso): Prevenção: 1 comprimido de 0,5 mg (500 mcg), uma a três vezes ao dia. Os pacientes com gota, submetidos a cirurgia, devem tomar 1 comprimido, três vezes ao dia, durante 3 dias antes e 3 dias depois da intervenção cirúrgica. Tratamento (alívio do ataque agudo) oral: Inicialmente 0,5 mg a 1,5 mg, seguido de 1 comprimido a intervalos de 1 hora, ou de 2 horas, até que ocorra o alívio da dor ou apareçam náuseas, vômitos ou diarréia. A dose máxima alcançada deve ser de 10 mg. Os pacientes crônicos podem continuar o tratamento com 2 comprimidos ao dia, por até 3 meses, a critério médico.

Reações adversas

Os distúrbios digestivos: diarréia, náuseas e, mais raramente, vômitos são os primeiros sinais de superdosagem e impõem a redução das doses ou a interrupção do tratamento. Raramente podem ocorrer problemas hematológicos como leucopenia ou neutropenia. Excepcionalmente verifica-se a azoospermia que é reversível com a interrupção do tratamento. Outras reações relatadas foram urticária e erupções cutâneas; debilidade muscular e urina sanguinolenta.

Interações medicamentosas

© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa