Publicidade

Publicidade

Publicidade

CALCIUM D3

Laboratório

Novartis Biociências S.A

Principio ativo

CÁLCIO, CARBONATO (Assoc.)

Classe

Osteoporose

Composição

Cada comprimido de CALCIUM® D3 contém: Carbonato de cálcio (equivalente a 600 mg de cálcio ionizável) 1.500 mg; Vitamina D3 100.000 UI (equivalente a 2,0 mg de vit. D3); Colecalciferol 200 UI. Excipientes: Dióxido de titânio, hidroxipropilmetilcelulose, polietilenoglicol, amido de milho, ácido esteárico, laurilsulfato de sódio e carboximetilcelulose de sódio.

Apresentação

Comprimidos revestidos: Frascos com 60 comprimidos revestidos.

Indicações

Complementação de cálcio e vitamina D3 para profilaxia e tratamento da osteoporose, osteoporose por corticóide e osteomalacia, onde a deficiência de cálcio e vitamina D3 foi diagnosticada ou há alto risco para tais deficiências.

Contra indicações

CALCIUM® D3 é contra-indicado a pacientes com hipersensibilidade a algum dos componentes da formulação, hipercalcemia, hipercalciúria, pedras nos rins, nefrocalcinose, hiperparatireoidismo primário, superdosagem prévia de vitamina D, mieloma, metástase óssea, imobilização em longo prazo em combinação com hipercalciúria e/ou hipercalcemia.

Posologia

A dose recomendada de CALCIUM® D3 é de um a dois comprimidos ao dia, durante as refeições.

Reações adversas

Podem ocorrer hipercalciúria, hipercalcemia, constipação, distensão por gases, náusea, dor gástrica, diarréia.

Interações medicamentosas

Durante um tratamento de longa duração com CALCIUM® D3, se o paciente apresentar hipercalciúria leve (bastante cálcio em sua urina) com deficiência leve ou moderada das funções renais, ou tiver história de formação de cálculos renais, os níveis de cálcio sérico e urinário, assim como a função renal, devem ser monitorados através dos níveis séricos de creatinina. O paciente deve ser aconselhado a aumentar a ingestão de líquidos. A dose deve ser reduzida ou o tratamento deve ser temporariamente suspenso, se a excreção urinária de cálcio exceder 7,5 mmol/24 horas (300 mg/24 horas). É necessária a monitoração da função hepática em tratamentos concomitantes com glicosídios digitálicos e diuréticos tiazídicos. São necessários cuidados especiais na administração concomitante com bifosfonatos, fluoreto de sódio, ou tetraciclinas. A dose de vitamina D por comprimido (200 UI) deve ser levada em consideração, quando houver administração concomitante com outras preparações com vitamina D. Como CALCIUM® D3 já contém vitamina D, quantidades adicionais de vitamina D ou preparações de cálcio só devem ser administradas sob rigorosa supervisão médica. Nestes casos, é essencial que seja realizada uma checagem semanal nos níveis de cálcio sérico e urinário. Em pacientes com sarcoidose CALCIUM® D3 deve ser administrado sob supervisão médica, por causa do risco de hipercalcemia devido à alteração do metabolismo da vitamina D e seus metabólitos ativos. Deve-se monitorar os níveis plasmáticos e urinários destes pacientes. CALCIUM® D3 deve ser usado com precaução em pacientes com disfunção renal e devem ser realizadas checagens da homeostase de cálcio e fosfato. Em alguns pacientes com insuficiência renal, a vitamina D na forma de colecalciferol não é ativada normalmente e outras formas de vitamina D devem ser utilizadas.
© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa