Manual de Diálise - 2ª Ed - Capítulo 35 - Uso de Hemodiálise e de Hemoperfusão no Tratamento

James F. Winchester. . A diálise peritoneal, a hemodiálise e a hemoperfusão, particularmente as duas últimas, podem ser associações úteis no manejo do envenenamento e da sobredose. Entretanto, esses tratamentos devem ser aplicados seletivamente, no contexto de uma estratégia de manejo abrangente que possa incluir apoio cardiorrespiratório, lavagem gástrica precoce (quando indicada e segura) e administração de carvão ativado ou de antagonistas específicos da droga. Também, nos pacientes com função renal razoavelmente adequada, a diurese forçada, associada com alcalinização ou acidificação da urina, pode, de forma útil, acelerar a remoção de muitas drogas do corpo. Nos Estados Unidos, em 1989, houve cerca de 1,5 milhão de exposições a venenos relatados a uma agência central (que cobre cerca de 75% da população). Essas exposições resultaram em 590 mortes. Para o tratamento, a alcalinização da urina foi utilizada 4.526 vezes, a diurese forçada 340 vezes e a acidificação da urina 134 vezes. A hemodiálise foi utilizada 418 vezes, a hemoperfusão com carvão 162 vezes e a hemoperfusão com resina 29 vezes. A diálise peritoneal foi....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa